Tudo sobre bancadas em Quartzo Stone

Arquivado em: Reforma

Yay, gente! Desde que fiz a bancada da minha cozinha em Quartzo Stone, muitas pessoas me perguntam se estou gostando, se ela é resistente e por aí vai… Então hoje vamos entrar a fundo sobre esse tipo de pedra que ainda é novidade pra muita gente!

O Quartzo Stone não é uma pedra 100% natural como o granito, mármore e afins. Ela é industrializada, possui aparência uniforme ou seja, sem veios o que a torna sofisticada. É composta de 94% de quartzo (mineral contido no granito) e 6% de resina, o que faz com que seja até 11 vezes mais resistente que o granito, além de ter ação antibacteriana também. Sua superfície não porosa não deixa que os líquidos sejam absorvidos, sem contar que sua industrialização não degrada o meio ambiente, por isso é sinônimo de sustentabilidade.

Quartzo-Stone-Branco-Pure-White-1

Vantagens

Este tipo de pedra não risca profundamente, tanto que eu já fiz o teste de pegar um garfo e passar na minha bancada branca (com muito medo e aflição!) e embora apareceu um risco cinza, ele foi totalmente superficial, parecia que eu havia riscado com um grafite/lápis. Bastou passar um pouquinho de saponáceo sobre o risco com uma esponjinha seca e o risco sumiu feito mágica!

No entanto, apesar deste material ter sido desenvolvido para cozinhas e os fabricantes afirmarem que é permitido o uso de facas sobre ele, na minha opinião não devemos abusar dessa propriedade. Sempre gosto de utilizar tábuas de corte sobre a bancada.

Quartzo-Stone-Branco-Pure-White-2

O quartzo possui uma variedade de cores, sendo elas bem definidas e incomparáveis às pedras naturais já que sua textura é uniforme. Essa variedade além de ajudar a compor a decoração do ambiente, acaba até sendo o destaque principal dependendo da cor escolhida. Imaginem uma cozinha com a bancada em Quartzo Stone vermelho, amarelo ou azul marinho, por exemplo!

Quartzo-Stone-Branco-Pure-White-3

Utilização

O Quartzo Stone pode ser usado em qualquer superfície de ambientes internos, incluindo bancadas de cozinha e banheiro, escadas, banheiras, pisos, paredes, mesas, escritórios e muitas outras.

Para a limpeza, recomenda-se o uso de água morna e um detergente neutro, que deve ser aplicado na superfície e seguido de leve polimento com um pano seco. Tomando esses cuidados, a superfície manterá seu brilho, beleza e desempenho por muitos anos. Quanto a usar o saponáceo como citei acima no “teste do garfo”, não recomendo o seu uso constante, pois apesar da pedra ser bem resistente, o saponáceo  é um produto mais abrasivo e com o tempo pode acabar tirando a proteção da pedra. Costumo utilizar somente em casos pontuais de riscos ou pequenas manchinhas superficiais que venham a surgir.

Quartzo-Stone-Branco-Pure-White-4

Precaução

Todo material a base de resina não deve ser submetido a uma intensa radiação solar ou a qualquer outro tipo de emissão de raios UV, principalmente os materiais de cores intensas. Por este motivo o Quartzo Stone não é indicado para ambientes externos.

Como qualquer outra pedra é sempre bom não ser exposta ao calor, por isso evite colocar panelas muito quentes sobre a bancada. Mas ainda assim, por ser mais resistente, este tipo de pedra suporta temperaturas altas muito mais do que as pedras naturais. No entanto, como todo material de pedra, a superficie de Quartzo pode ser danificada por mudanças bruscas de temperatura. Recomenda-se também o uso de um apoio, para evitar o contato direto com eletrodomésticos ou utensílios que sofrem variação de temperatura, como frigideiras e panelas aquecidas.

Um cuidado muito importante é em relação a qualidade, pois há muito material idêntico no mercado mas que não obedecem a norma de 94% de quartzo para 6% de resina, por isso fiquem atentos e se o preço estiver muito baixo, desconfiem.

A minha bancada eu fiz na empresa Pedras Veneza como vocês puderam acompanhar aqui e eles oferecem 10 (dez) anos de garantia no Quartzo Stone contra riscos, manchas e mudanças de tom. Além disso, existe a parceria aqui com o blog onde vocês leitores ganham 3% de desconto se mencionarem que conheceram eles aqui no Comprando Meu Apê! ;)

Quartzo-Stone-Marrom Quartzo-Stone-Azul

Pedras Veneza
www.pedrasveneza.com.br
Tel:
(11) 4071-0264 ou (11) 5893-3261
E-mail: pedrasveneza@pedrasveneza.com.br
Endereço: Av. Dona Ida Cerati Magrini, 80, Jardim Padre Anchieta, Diadema – SP

Acompanhe o blog nas redes sociais seguindo:
Twitter ❤ Facebook ❤ Instagram ❤ Youtube ❤ Bloglovin

*Este post é um publieditorial mas eu realmente tive experiência com os produtos e o serviço oferecido e gostei bastante. Até mesmo por isso eles viraram parceiros aqui do CMA!

Antes e Depois | Cozinha da leitora: Daniele Roverotto

Quem não ama ver um Antes e Depois de reforma e decoração? Eu amo e sou viciada em programas do tipo Extreme Makeover da Discovery Home & Health, Lar doce Lar, Decora da GNT e por aí vai…

Para entrar nesse clima, hoje vamos conferir um Antes e Depois da cozinha da leitora e arquiteta Daniele Roverotto. Ela tem um bom gosto tão incrível que eu fiquei de boca aberta quando vi o resultado da transformação da cozinha dela!

apartamento-leitora-1

“Recentemente casei e reformei meu apartamento. Foi a primeira obra que fiz para mim, é desafiador e mais difícil escolher algo para nós do que para os clientes! Mas foi uma delícia, fiz tudo como sonhava… A cozinha é minha paixão, pois além de cozinhar, amar culinária ela se tornou o cantinho preferido do apartamento!” conta Daniele.

apartamento-leitora-2

Os pontos de infra-estrutura não podiam ser alterados por se tratar de um apartamento com alvenaria estrutural, assim o layout permaneceu o mesmo, mas foi repaginado e transformado em um espaço contemporâneo com materiais atuais, a fim de aliar praticidade com funcionalidade!

A premissa era transformar a cozinha de 15 anos, em um ambiente atual, compondo com os outros ambientes do apartamento para receber um jovem casal, recém casados! Como era um apartamento com os revestimentos originais desde sua construção, estavam desatualizados e precisavam de uma nova cara para proporcionar um ambiente mais atual com tudo que eles precisavam.

Além disso, o objetivo principal era ter uma cozinha aconchegante, gostosa de ficar e de cozinhar. Partindo destes princípios, o projeto priorizou cada canto, assim cada coisa tem o seu lugar!

apartamento-leitora-3

A cozinha foi reformada do zero! O piso escolhido foi o porcelanato, o revestimento em monoporosa e pastilhado, bancada em granito negresco, marcenaria sob medida com mdf e vidro serigrafado, forro de gesso com rasgos e iluminação indireta com pendentes decorativos sob as bancadas.

apartamento-leitora-4 apartamento-leitora-5

A Daniele buscou ousadia além de modernidade, afinal quem aí teria coragem de optar por uma cozinha toda preta?

Segundo ela, o primeiro fator que pesa nessa escolha é o medo do espaço pequeno ficar escuro e menor do que já parece, por isso as pessoas acabam sempre partindo para cozinhas brancas! Mas com os materiais que temos hoje no mercado, nos proporciona transformar os ambiente em espaços modernos, aconchegantes,  tornando-os amplos e ousando sem medo.

Uma ótima dica para manter um ambiente com sensação de amplitude, mesmo que sejam usados móveis escuros, é abusar da iluminação natural e artificial também. Vejam como a iluminação da cozinha dela ficou maravilhosa!

apartamento-leitora-6

Os materiais usados foram: forro de gesso com rasgos e iluminação indireta, esse detalhe proporcionou um ambiente muito iluminado. Os revestimentos grandes de 45 X 90 cm partilhados, com menos rejunte e super atuais. Marcenaria sob medida com toda a parte superior com vidro preto serigrafado. E o fator principal era a cor preta, para deixar em destaques os eletrodomésticos em inox e compondo com peças vermelhas.

“Em todo e qualquer projeto de reforma é preciso fazer um levantamento da área, principalmente devido sua infra-estrutura, tanto na estrutura em si como os pontos hidráulicos e elétricos. Esses sãos os principais aspectos a serem considerados para que o cliente não tenha surpresas ao longo da reforma. Portanto é válido levar em conta esses fatores, contudo, podemos prever uma reforma refazendo toda essa parte como também reaproveitando o existente.” conta Daniele.

Nesse projeto foi aproveitada toda a parte hidráulica. Já a parte elétrica foi reaproveitado os pontos existentes e acrescentados novos pontos de energia já que cozinha é um ambiente que tem muitos eletrodomésticos.

Que projeto fantástico, não acharam?
Parabéns Dani e obrigada por compartilhar comigo e com todos os leitores do CMA. <3
PS: estou curiosa pra ver o seu apartamento todo!

Ei! Faça mais leitores felizes!
Compartilhe também o seu apartamento, sua casa ou até mesmo algum cantinho do seu lar com a gente! ;)
É só enviar as fotos para o e-mail: leitores@comprandomeuape.com.br e um resumo do que você fez pra chegar no resultado!

Vejam outros cantinhos dos leitores clicando aqui.

Tipos de papéis para convites de casamento

Arquivado em: Vai Casar?

Escolher o convite de casamento não é tarefa simples, afinal são tantas opções que fica difícil tomar uma decisão. É através dele que o convidado tem uma primeira impressão de como será o evento, por isso é importante que o convite tenha uma identidade visual e transmita de forma clara o estilo do seu casamento.

Eu já dei dicas aqui no blog de fontes lindas e grátis para você baixar e fazer seu próprio convite, e hoje vou falar sobre tipos de papéis para convites de casamento. Aqueles papéis especiais e diferentes que dão aquela incrementada no visual. (Como designer gráfica, imagina, nem gosto de papéis, né! rs).

Antes de escolher o papel e os materiais de acabamento, é importante pensar em qual será o estilo e a cor da sua festa. Não que a cor precise ser exatamente a mesma da festa, mas se conseguir seguir uma unidade visual, melhor! Se a sua festa tem tons de azul por exemplo, o papel não precisa necessariamente ser azul, poderia ser branco mas utilizar uma fita, o texto ou algum detalhe na cor da festa.

papeis-convites-casamento-1

Lembre-se que a escolha do papel afeta diretamente no tipo de impressão também. Se optar por papéis muito escuros como preto, azul marinho e marrom por exemplo, a impressão terá que ser em gráfica profissional para utilizar tinta branca, prata, dourada etc. Se o papel tem muita textura, ficará melhor uma impressão especial com relevo, verniz etc.

Além da escolha dos papéis, não esqueça dos detalhes de acabamento, como fitas, laços, tags, pingentes, tecidos, rendas etc. Tudo isso dá um charme a mais ao seu convite e ajudam a formar a identidade visual também. Olha alguns exemplos de convites clássicos e românticos porém com um toque especial e moderno ao mesmo tempo!

papeis-convites-casamento-2

Para casamentos no estilo mais rústico em chácaras, sítios e praias, uma ótima e econômica opção é investir em papéis reciclados ou kraft. Além de serem ecologicamente corretos, os papéis reciclados são diferentes e tem essa característica “rústico-chique”. O papel kraft (esse mais escuro da primeira foto abaixo) custa menos do que papéis texturizados e importados e vai gerar uma boa economia na hora de criar os seus convites. Utilize acessórios no mesmo estilo para dar o acabamento final, assim seu convite ficará lindo e harmonioso.

papeis-convites-casamento-3

Papéis importados são mais caros que os nacionais mas possuem mais variedades. Porém, analise se é realmente necessário investir nisso, muitas vezes um bom projeto de design faz milagres com papéis simples e baratos!

Algo importante a ser levado em conta é a gramatura do papel, ela define a espessura/densidade dele. Se você gosta de convites mais encorpados, prefira os papéis com pelo menos 200 g ou mais. Recomendo que o envelope seja sempre de gramatura maior para proteger o convite interno. Mas se precisar economizar, a parte interna do convite pode ter uma gramatura menor, como 160 g, por exemplo. Só tente evitar papéis finos demais para não perder a característica e a importância que a ocasião pede, com excessão apenas dos papéis transparentes como vegetal por exemplo, estes podem ser mais finos!

Se a impressão do convite será caseira, opte por papéis mais claros e sem muita textura, e cuidado para não escolher uma gramatura muito alta, já que impressoras caseiras são mais restritas ao uso. A maioria delas aceitam até 180 g no máximo.

Espero que essas dicas de papéis para convites de casamento tenham sido valiosas de alguma forma! ;)
Boa sorte noivinhas!

Fique por dentro dos posts de casamento na categoria Vai Casar? aqui no blog!