29  01
2016
Pets

Dicas para passear com o seu cachorro

Dicas para passeio com cachorro

Ei, você aí que tem um cachorrinho! É bem provável que você tenha o costume de levá-lo para passear, né? (Espero que sim! rs). A caminhada faz muito bem para a saúde do cachorro (e do dono também!).

O passeio pode evitar que ele fique estressado, hiperativo ou ansioso. Cães tem por natureza uma energia bem grande. Nas matilhas eles andam muitas horas todos os dias. Por isso, quando ele não faz exercício suficiente, acaba desenvolvendo algumas ansiedades.

Dicas para passeio com cachorro

Imagem: 1 | 2 | 3

Mas, nem sempre é fácil adestrar o nosso companheiro. Por isso, algumas coisas são importantes. Por exemplo, a escolha da coleira.

  • Coleira simples: pode ser usada por todas as raças. Ela deve ter uma folga de espaço onde caiba a sua mão, mas que não fique muito frouxa. Isso garante que você consiga controlá-lo mas sem agredir fisicamente.
  • Peitoral: É mais indicada para cães de pequeno porte. Também pode ser usada em cães maiores, desde que tenha o engate frontal. Aquelas que prendem nas costas, deixam o cão mais confortável para puxar (e tomar o controle do passeio).
  • Headcollar: Fica em volta do pescoço e do focinho e deve ser usada em animais fortes, que estejam em treinamento ou que sejam mais bravos.

Essa última não deve ser confundida com a focinheira (de uso obrigatório nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina). Aqui em SP, o Pit Bull, o Mastim Napolitano, o Ottweiller e o American Stafforshire Terrier devem usar.

(via)(via)

Mas, nem sempre é fácil manter o controle da situação. As vezes o cachorro não obedece e não quer andar ao nosso lado por mais que a gente tente. Mas calma, não desista! Algumas dicas podem ajudar:

  • Ao sair de casa, procure sair na frente. Caso contrário, ele vai achar que pode conduzir o passeio;
  • Sempre que ele passar na frente, mude a direção do passeio. Assim, você se torna o líder;
  • Caminhe segurando um petisco com uma das mãos na frente do nariz dele. Isso vai ensiná-lo a andar sempre ao seu lado.

O mais importante é passear com seu cãozinho todos os dias, nem que seja só por uma meia hora. Assim, ele vai se acostumar com os passeios e não vai ficar tão desesperado cada vez que você pegar a coleira.

Ah! Não desista! Tenha bastante paciência. Pode demorar um pouco até que ele pegue o jeito. Mas, vai ser ótimo poder passear com seu companheiro sem se preocupar tanto. E com certeza, o passeio vai ser cada vez melhor pra ele também. :)

Agora o meu sonho mesmo, é que o Alvin passeie sem coleira comigo. Isso ainda não consegui, então se alguém tiver dicas de como fazer o cãozinho andar ao seu lado, sem coleira e sem fugir a milhão, me contem! ;)

Acompanhe o blog nas redes sociais seguindo:
Pinterest  Twitter ❤ Facebook ❤ Instagram ❤ Youtube ❤ Bloglovin ❤ Snapchat: bruna_dalcin

6 comentários
Deixe um comentário pra mim!

  1. 29.janeiro.2016

    Legal, Bruna! é muito importante passear com os bichinhos. Fico revoltada com pessoas que pegam um cachorro pra criar (principalmente em apartamento) e não passeiam com o animalzinho. Aqui nós temos um vizinho que passa o dia inteiro fora de casa, deixa o cachorro sozinho e quase não passeia com ele, ele é estressado e até agressivo em comparação com outros da mesma raça :(. Temos uma shih tzu (a Polly <3) que adora passear de carro, não fica muito animada quando tem q caminhar rsrs mas nós passeamos com ela duas vezes por dia, até pq ela faz o 2 na rua :D Bjos pra vc e para o Alvin!

    • 31.janeiro.2016

      Pois é eu tbm fico… se não tem tempo então não tenha animais de estimação né! ;)

  2. Flavia
    01.fevereiro.2016

    Além dessas mencionadas, seria legal também sempre manter seu animal com uma coleira com identificação de contato do dono caso o animal fuja, assim fica mais fácil localizar o animalzinho de novo.

    • 01.fevereiro.2016

      Verdade Flavia, bem lembrado. O Alvin tem, até apareceu na foto! :)

  3. Lais Borges de Azevedo Mota
    17.fevereiro.2016

    A caminhada é muito importante mas vale frisar que deve ser feita em momentos frescos e sem ultrapassar os limites dos animais. Nessa época do ano, aumentam os casos de ensolação e pode levar ao óbito do animal, principalmente os que são branqueencefalicos como o shit zu, eu tenho um e tomo muito cuidado no verão, já vi um cachorro tendo ataque cardíaco por causa do excesso de calor e esforço físico, algo muito triste e que marcou profundamente. Minha veterinária me contou q chegou um pit bull lindo e não resistiu porque o dono fez caminhada num dia muito quente. Vale lembrar que eles têm limites e temos que respeitar, não sou muito de comentar mas adoro seu blog. Se vc puder, faz uma matéria sobre isso. Infelizmente muitos perdem seus bichinhos por falta de informação e como muitas prssoas leem seu blog, muitos irão se conscientizar. Bjssss

  4. Sheila
    19.janeiro.2017

    Mto boa a postagema. Minha grande dificuldade no passeio é o escândalo que meu cachorro faz quando entra alguém no elevador ou quando a porta abre a tem alguém no corredor. ..Não sei o que fazer. É desesperador, pego ele no colo para evitar problemas com as pessoas, mas ele me arranha toda. 😢😢😢