15  08
2016
Burocracia | Finanças

4 dicas para economizar no financiamento de imóvel

Evite algumas taxas, juros e outros encargos na hora do financiamento da casa própria!

Financiar um imóvel é uma tarefa burocrática e pode ser bem difícil. Entender bem todos os prós e contras, todas as leis envolvidas dá trabalho e na maioria das vezes acaba resultando em gastos inesperados. Por isso, algumas dicas a mais sempre são bem-vindas para economizar no financiamento de imóvel.

Economizar no financiamento de imóvel

1. Fique atento ao seguro obrigatório nas parcelas

A primeira coisa é prestar atenção no seguro obrigatório. Além dos juros, todo contrato de financiamento tem esse seguro, que incide na parcela. Quanto mais velho for o participante de maior idade no contrato, mais caro ficará o seguro. Por isso, nem sempre o banco que tem os menores juros é a melhor opção para financiar.

2. O que vale é o custo efetivo total

O banco mais barato é aquele que em 99% dos casos tem o menor CET (Custo Efetivo Total). Esse é um número muito útil para comparar os custos de um crédito, porque de forma simples, resume todos os valores agregados. O CET é uma taxa de juros que representa a soma de todos os encargos — incluindo impostos, taxas de administração, prêmios de seguros, entre outros (expresso na forma de percentual anual). Todas as instituições tem a obrigação de informar o CET antes de conceder um crédito. Quando for comparar um crédito com outro, olhe o CET antes da taxa de juros e outros encargos. A taxa serve justamente para facilitar ao consumidor a comparação de empréstimos e financiamentos.

3. Nem sempre o banco oferecido pela construtora é a melhor opção

Outro ponto importante é que nem sempre negociar com o banco da construtora é a melhor opção. É claro que escolher outro banco pode atrasar um pouco o processo de financiamento (cerca de 1 mês), mas vale a pena esperar se for pra economizar. Neste caso leve em consideração outros encargos, multas e juros em contrato por conta desse pequeno atraso. O ideal é colocar os valores na balança e analisar o que vale mais a pena.

4. Calcule cada etapa para não comprometer a renda familiar!

O mais importante é colocar tudo na ponta do lápis. Pesquisar muito. Fazer bem as contas para não comprometer mais do que 30% da renda familiar (para evitar dificuldades futuras).

Qualquer financiamento é burocrático, mas se você tiver paciência e pesquisar bastante, por fim, o sonho da casa própria irá se realizar!

Saiba também:

9 comentários
Deixe um comentário pra mim!

  1. Juliana
    16.agosto.2016

    Oi, Bruna!
    Tenho uma dúvida em relação ao INCC, acordei o pagamento com eles com parcelas fixas, pq já recebi meu imóvel, porém quando chega o boleto do acordo vem com reajustes. Eu entendo os reajustes a partir do momento que não recebi o imóvel, mas pq continua vindo correção se já recebi o imóvel e o valor já está sendo pago. Tem alguma lei que diga que essa cobrança é indevida? Procurei na internet mas só achei, correção antes da entrega do imóvel.
    Obrigada.

    • 17.agosto.2016

      Oi Ju, a cobrança do INCC após a expedição do “Habite-se” não pode existir, é contra a lei, já que só pode incindir nas parcelas enquanto ocorre a construção do imóvel. Vc tem certeza que esse juros cobrado é o INCC? Pq pode ser o iGP-m! Dea uma olhadinha melhor inclusive no contrato. O meu após o imóvel ser entregue tinha o iGP-m em contrato.
      Bjsss

  2. 16.agosto.2016

    Valiosas dicas, Bruna! :D

  3. Renata
    17.agosto.2016

    Oi Bruna, tudo bem? – não sou muito fã de ler blogs, pelo menos esse nunca foi o meu forte e eu amava o seu canal no youtube… O que aconteceu que você parou?

    • 25.agosto.2016

      Oi Re, o blog sempre foi o meu principal trabalho há quase 6 anos escrevo nele e não posso deixar meu trabalho de lado por enquanto por conta do YouTube, já que YT é um hobby pra mim… mas estou me organizando aqui e se tudo der certo, teremos vídeos agora em setembro! Será uma novidade bem legal e que já estou na ansiedade por aqui! \o/

      • Renata
        25.agosto.2016

        Oi Bru, eu vi o seu vídeo falando sobre isso de o blog ser o sua fonte de renda, perguntei por aqui, pois você tem “sumido” do youtube com frequência, e nós estávamos acostumados com a frequência que você postava antes por lá, por isso a gente acaba ficando preocupada se está tudo bem… pode ter certeza que a falta que sentimos é porque gostamos, eu adoro seu trabalho por lá, espero que você volte a postar, pode ter certeza que não sou só eu que torço por isso… um beijo no seu coração fico feliz que me respondeu e que tem previsão de postar em setembro… <3

  4. CAMILA ALEXANDRE FERREIRA
    18.agosto.2016

    Bruna, boa tarde!

    Estou sentindo falta de você no youtube! Aparece lá, por favor! Beijos

    P.S. Adoroooooooo seus posts

  5. euna
    08.setembro.2016

    boa tarde .

    bruna comprei um ap na planta e tenho uma duvida ,
    quando chegar a hora do financiamento o banco ira simular o saldo restante que eu falto acabar de pagar , ou o valor do apartamento total ex: comprei o ap por 250.000,00 ja paguei 60 mil , resta 190 mil o banco ira simular os 190 mil restante ou valor do ap?