22  04
2013
Apartamento na planta | apartamento usado | Burocracia | colaboradores | dicas | financiamento | imóvel | incc | morando sozinha | primeiro apartamento

Dicas para quem quer comprar um apartamento na planta

Há alguns dias fui convidada pela Franciele do blog Morando Sozinha para contar sobre a minha experiência de comprar o meu primeiro apê e dar dicas para quem que comprar um apartamento na planta.

Já tinha avisado vocês nas redes sociais para irem lá no blog dela ler o post, mas pra quem perdeu, vou postar aqui no blog também!

♥ ♥ ♥

Quando completaram 4 anos que meu namorado e eu estávamos juntos, resolvemos ir em busca de comprar um cantinho para chamar de nosso. Economizamos uma certa quantia durante um tempo, usando poupança e fundos de investimento DI. Nosso objetivo era dar uma entrada e depois financiar o restante com um banco. Nós não queríamos começar uma vida a dois pagando aluguel, mas nos deparamos na época, em 2010, com imóveis usados muito caros e se quiséssemos financiar teríamos que desembolsar uma bela quantia para a entrada, sendo que não tínhamos todo aquele valor. Foi então que resolvemos comprar um apartamento na planta, que é uma boa opção para quem quer pagar menos na entrada e para quem pode esperar de 2 a 3 anos em média até que ele seja entregue pela construtora. Tanto ele quanto eu, moramos na casa dos nossos pais, então poderíamos ter paciência e esperar até a entrega.

Há alguns anos atrás, comprar um imóvel na planta significava um investimento forte para conseguir uma alta valorização na hora da entrega das chaves. Mas de uns anos para cá isso mudou muito, e em algumas cidades como São Paulo ou Rio de Janeiro, por exemplo, dependendo do bairro, um imóvel na planta chega a sair mais caro do que comprar um usado. Então na média do mercado a tendência são os preços se estabilizarem em 2013-2014.

Vantagens de comprar um apartamento na planta:

  • Tempo maior para pagar o valor de entrada do imóvel, que varia entre 20 e 30%. Este valor você paga enquanto a obra está sendo realizada;
  • Hoje em dia um apartamento na planta costuma ter área de lazer de até 60% do tamanho do imóvel enquanto um usado muitas vezes nem tem e quando tem são geralmente de 20 a 30%;
  • Imóveis novos precisam de menos reparos, portanto o condomínio pode ser menor que os usados;
  • A melhor parte: receber um imóvel cheirando a novo e decorá-lo da maneira que desejar.

Desvantagens do apartamento na planta:

  • Demora para se mudar (e o prazo pode ficar maior caso a obra atrase);
  • O imóvel pode sofrer variações no tamanho dos cômodos, mesmo que pequenas, podem fazer uma enorme diferença já que a metragem dos apartamentos está cada vez menor;
  • Podem entregar o apartamento com algumas vigas para passar o encanamento do prédio que não eram previstas no modelo decorado
  • Risco de pagar e não receber o imóvel;
  • Na maioria dos casos, você terá que desembolsar uma grana para o acabamento, pois não vem piso na sala, living e quartos, e os revestimentos, louças e pias que eles colocam na cozinha, banheiros e varandas são os mais básicos possíveis;
  • Por ser um empreendimento novo, vai haver o famoso rateio para contratar funcionários e comprar itens para as áreas comuns do condomínio.

Dicas importantes antes de assinar o contrato

  • Procure saber sobre a idoneidade da construtora;
  • Pesquise os materiais usados em empreendimentos anteriores;
  • Verifique se a planta foi aprovada junto à Prefeitura, se a construção tem alvará e se ela foi registrada no Cartório de Registro de Imóveis;
  • Veja também se o imóvel não está hipotecado;
  • Guarde todos os prospectos publicitários do imóvel para garantir o cumprimento na hora de fazer a vistoria;
  • Veja o memorial descritivo atentamente para saber quais os itens que eles entregarão tanto nas áreas comuns quanto no seu imóvel (no meu eles disseram que as áreas já virão equipadas);
  • E por fim leia muito bem o contrato antes de assinar e se for possível mostre a um advogado de confiança.

Agora quero fazer um alerta! Infelizmente não tivemos essa informação quando fomos comprar o nosso, então quero ajudar quem está pensando em adquirir um. O acordo foi pagar em torno de 35% do valor do imóvel para a construtora de novembro/2010 até março/2013 e o valor restante devendo ser pago na entrega das chaves, seja à vista ou com recursos de financiamento de algum banco. Quando o corretor estava nos apresentando as condições, ele nos disse que as parcelas, incluindo as semestrais, anuais e o valor da parcela final (chaves), sofreria uma “pequena alteração” todos os meses de acordo com o INCC (Índice Nacional da Construção Civil). Segundo ele, seria apenas uma variação entre R$ 10,00 e R$ 50,00 em cada parcela e nem iríamos sentir o impacto. Realmente foi isso mesmo, nas parcelas pouca coisa aumentava, mas não caiam nessa conversa. Mal sabíamos nós que o saldo devedor, aquele que financiaremos com o banco, estava aumentando junto com o INCC todo mês! Imaginem só: juros em cima de juros no saldo devedor que já era alto. Por sorte eu descobri isso poucos meses depois e desde então estamos trabalhando dobrado para não sermos pegos de surpresa no final.

Outra coisa que descobri depois de um tempo e que pretendo ir atrás, foi o valor de corretagem do imóvel. Algumas pessoas e inclusive uma advogada veio me alertar que este valor não pode ser cobrado pois é totalmente ilegal. Lembro muito bem que demos 3 cheques no dia da assinatura, um nominal ao corretor, um nominal à imobiliária que estava divulgando o empreendimento e um cheque com valor bem menor que finalmente serviria como entrada para o apartamento. Não tenho como afirmar ainda se isso é realmente ilegal ou não, mas assim que eu tiver mais informações falarei lá no blog ou volto aqui no Morando Sozinha pra contar. Mas de antemão já fiquem atentos a isso e questionem se vierem cobrar de vocês o valor de corretagem, ok?

Ah e por fim só uma notícia do meu apê para quem ainda não sabe: a construtora atrasou a obra que era para ser entregue neste mês de março. É um descaso com os clientes e infelizmente isso é cada vez mais comum neste ramo. Enviaram uma carta dizendo que irão usufruir dos 6 meses de carência que já estava previsto em contrato. Bom, agora é esperar setembro e enquanto isso vou vendo o meu saldo devedor sendo corrigido mês a mês e quase surtando enquanto não entregam as minhas chaves!

Espero que vocês tenham gostado e que possam tirar proveito das minhas dicas!

Para ajudar ainda mais a esclarecer sobre finanças pessoaisinvestimentos e compra de imóveis, criei uma comunidade que se chama #RumoAoMeuApê. Lá eu envio conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail, totalmente focados em te ajudar na conquista dos seus maiores sonhos. Para fazer parte basta se cadastrar clicando aqui!

39 comentários
Deixe um comentário pra mim!
  1. Bruna, primeiramente, parabéns pelo seu blog! Estou amando!!! Lindas dicas, ótimos posts! Guardo tudo para meu futuro apê!
    Agradeço super pelas dicas quanto ao contrato, principalmente ao material de construção, pois isso nos pega de surpresa mesmo! Algo similar aconteceu comigo e meu marido. Meu sogro nos ajudaria, como presente de casamento, em um apê… Sorte que ele é super criterioso e conhecedor do assunto, senão meu marido (Marçal) e eu entraríamos numa fria e tanto! Agora estamos labutando atrás de um apê (no interior)… Mas só de pensar que teremos nosso cantinho, já é outro gás!
    Sucesso linda, sempre!

  2. 22.abril.2013

    Bruna adorei o post! Seria bom incluir uma outra dica. Quando estiver em fase de negociação com o corretor, pergunte tudo por email e exija a resposta também por email. Qualquer diferença de informações poderão ser úteis para futuras ações judiciais!

  3. 22.abril.2013

    Oii, Bru!!
    Assim, no momento eu não penso em comprar um apê na planta, penso em comprar um usado mesmo, pois aqui na minha cidade eu consigo encontrar um usado muito maior dos q estão sendo construindo, entende?! Mas achei muito legal o seu post e muito útil!!
    Bru, pra mim só não ficou muito claro o q vc falou sobre o valor de corretagem, pode me explicar melhor, por favor!?
    Ah, e uma coisa q fiquei sabendo, é q qndo vc vai comprar seu apê e se for o seu primeiro apê, no seu nome, vc tem direito a desconto na hora de pagar toda a documentação de regularização e registo, entende?!
    Ótima semana, Bru!! Fique com Deus… Beijinhos
    Flá

    • 23.abril.2013

      Oi Fla! Posso te dizer que hoje eu tbm optaria por um usado, na verdade um semi-novo, pq a demora pela entrega das chaves e os probleminhas de começo de um condomínio desanimam sabe? Mas estou tentando olhar pelo lado bom, vou ter um apê novinho sem nunca ninguém ter morado lá antes…
      Ah isso mesmo, eu já até falei aqui no blog, quando é primeiro apartamento tem 50% de desconto mesmo na documentação! O valor da corretagem eu ainda não fui atrás, mas me disseram que é ilegal a cobrança no ato da compra de um apartamento na planta, já que ele ainda nem foi construído, ou seja ainda não existe! Eu não tive tempo ainda de ir atrás disso, mas qdo souber mais informações eu posto aqui no blog!
      Beijosss

    • 22.julho.2013

      O valor da corretagem é de 6%. Mas quando se trata de apê na planta, esse valor esta incluso.apartamento.

  4. 22.abril.2013

    Também corri atrás destas questões de INCC e corretagem, fui ao PROCON, advogado e até abri processo no Ministério das cidades e Ministério Público… Tudo isso pelo atraso e INCC principalmente.
    No PROCON, não puderam ajudar, a lei do consumidor não tem nada claro que diga que estas cobranças são ilegais, o ministério das cidades também, agora estamos esperando o ministério público, tomara que multem a empresa pelo atraso pelo menos….
    bjs

    • 23.abril.2013

      Oi Adri, nossa é desanimador o que vemos sobre as leis aqui no Brasil, né? Vou ter que ir atrás também logo mais, espero que consiga resolver… vou torcer por vc tbm!
      Beijossss

  5. 23.abril.2013

    Ótimas dicas!
    Eu não tive problemas mas muita gente teve!!

    • 23.abril.2013

      Oi Tha, nossa que bom que vc não teve problemas, é uma em um milhão heheheheh sortudaaaa!
      Beijossss

  6. 23.abril.2013

    Poxa amiga, amei esse post seu! Muito legal para quem quer comprar e adquirir seu cantinho, sabe?! Eu amei! Apesar de ter interesse de no futuro comprar com Mamys um grande e antigo, mas conservado, porque os novos são muito pequenos, mas amei as dicas e seviu para nós também! Parabéns! Amo aprender sobre esse mundo de ap, compra, decoração, etc. Fico sabendo de tudo e entendendo bastante graças a vc! Deus siga te abençoando e enchendo de idéias sempre!!! Bjuuusssss

  7. 24.abril.2013

    Adorei seu blog Bruna! Muito bom!

  8. 24.abril.2013

    Oi bruninha eu comprei meu apè na planta e a entrega está prevista para maio, mas como teve alguns atrazos devido a chuva vão entrega no maximo agora até outubro.
    E desde então estou eu aqui , toda ansiosa e já pensando na minha decoração, segue lá meu blog, (fiz um tb com este tema) segue lá galerinha:

    http://compreimeuprimeiroape.blogspot.com.br/

  9. 24.abril.2013

    BRUNA, primeiramente tenhoq ue dizer que vc é uam excelente blogueira. Esse espaço tem me ajudado muito desde que comprei meu apê ano passado. Mas confesso que neste post vc falou uma coisa que me chamou a atenção: a questão do alor do financiamento do banco ir sendo corrigida com o INCC. ?? Eu já temrinei de pagar a entrada (que foi parcela e corrigida com os juros do incc), hoje eu pago a CAIXA ECONOMICA FEDERAL as taxas de obra que vem todo mês crescentes… mas eles disseram que o meu saldo após o repasse foi “congelado”. E agora vc disse que no sue caso, ele foi sendo reajustado.. como é isso ?

  10. 27.abril.2013

    Oiii Bruna adoreeei o seu Blog,seu canal no you tube enfim … muito informativo realmente.PARABENSSSSS!Deixa eu ver se é isso Q eu entendi.Essa correção ou seja esse “aumento” no valor das parcelas mensais,que é feito de acordo com o INCC é somente ao que se diz respeito as parcelas correspondentes até a entrega das chaves ou seja a entrada é isso?ou quando sí é feito o acordo com a Banco o procedimento continua o mesmo?esses juros absurdos.Porque até então quando fechei o acordo com a construtora a informação passada foi de que as prestações mensais assim que assinado com o banco seriam decrecentes.Se puder me tirar essa dúvida fico Grata!bjin :-*

  11. 07.maio.2013

    Bruna,

    Riqueza e medida pelo que doamos e nao pelo que possuimos. Portanto eu a considero uma BILIONARIA. Voce tem doado o que eu mais valorizo: O nosso tempo, conhecimento e experiencia. Alem do mais, voce o tem feito de maneira simples e sem nemuhm egoismo. Simplesmente para ajudar e educar o proximo.

    Eu comprei um Ap na planta em 2009 em Salvador-Ba. Tive a sorte de conhecer o socio diretor propietario de uma construtoura(IDONEA), so recebi o contrato assinado, recibos das tres parcelas da entrada e as dozes promissorias pagas/quitadas apos 14 meses. O contrato incial foi VERBAL. Logico que nao recomendo de maneira alguma ningem fazer o mesmo. Este meu ato supreendeu a mim mesmo porque a minha filosofia e: confiar, mas verificar.

    O unico inprevisto foi o atrazo para a conclusao da obra. O produto final da obra superou todas as minhas expectativas. O predio, picina e areas comuns parece um Resort 5 * * * * * e eu estava esperando * * * . Agora a ansiedade de minha esposa e eu e a decoracao o mais rapido possivel ja que nao residimos no Brasil e o nosso tempo e limitado.

    Precisamos do basico inicialmente para usar o nosso AP ao invez de ficar hospedado em Hotel. Voce tem alguma sugestao como fazer o mais rapido possivel.

    Atenciosamente

    Henry
    Washington-DC

  12. Anonymous
    16.maio.2013

    Oi Bruna, meu nome é Bruno e tenho uma dúvida quanto a essa questão do INCC.

    Supondo que “a grosso modo” eu compre um apartamento de R$ 100.000,00 e que o valor pago durante as obras seja de R$ 30.000,00, o saldo devedor a financiar seria de R$ 70.000,00.

    Se o INCC atual esta em 0,74% , significa que durante os 24 ou 36 meses de obras eu pagarei acumulado 0,74% em cima de 70.000,00? Coisa de R$ 518,00 de aumento no saldo devedor por mês?

    Abs
    Bruno

    • 16.maio.2013

      Oi Bruno, putz quem dera fosse assim o cálculo, eu estaria bem tranquila agora rsrs
      É assim:
      Vc comprou um apartamento de R$ 100.000,00 e a construtora estipulou que você pagasse até as obras serem concluídas esses R$ 30.000,00 parcelados em 36 meses.
      Esses R$ 30 mil não serão R$ 30 mil pois a cada mês tem o INCC que varia sempre, então 30 mil dividido por 36 meses seria R$ 833,33 a parcela, supondo que fosse 0,74% o INCC sempre, então vc acrescenta todo mês isso na parcela que vai para 839,49. No total de 30 mil vc já pagaria 30221,88. Porém lembrando que esse índice já teve meses que chegou a 2,84%.

      Pagar esses 30 mil com o INCC não é o problema, pois o problema está no saldo devedor que todos os meses também é reajustado, ou seja, no primeiro mês vc devia 70.000,00 no saldo devedor, então no segundo mês vc já deve 70.518,00. No segundo mês vc pega o 70.518,00, desconta a parcela que vc pagou e joga novamente o INCC em cima do que sobrou. Com isso no final vira uma bola de neve… Geralmente o valor aumenta em torno de uns 23%. Fique atento!
      O aumento no caso seria em torno de 16.100,00!
      Beijos, espero ter ajudado!

  13. fernanda lobo
    24.maio.2013

    Olá Bruna,

    Estou para comprar um apt na planta junto com meu namorado, e algumas contrutoras junto com o banco estão antecipando o valor das chaves para minimizar o impacto do INCC. Então em vez de pagar as chaves apenas na entrega do apt pagaremos em média de 3 há 6 meses após assinarmos o contrato de compra, isso minimiza muito o impacto dos juros (saldo devedor). Agora nem todas construtoras e bancos operam dessa forma e nem todos os corretores informam dessa taxa. Em 4 contrutoras que fomos apenas um corretor que nos passou esse detalhe que importanta tanto para quem está comprando.
    Aconselho sempre ir em algumas construtoras e até mesmo se informar mais de uma vez na mesma construtora, porém com diferentes profissionais.
    Abraço.

  14. Anonymous
    29.junho.2013

    Olá, sobre a corretagem quem paga e o vendedor e não o comprador. Já comprei apartamento e assim foi feito… temos que ficar de olho.

  15. Anonymous
    04.julho.2013

    Gente, INCC não é juros, é correção. Assim como a parcela mensal é corrigida, a parcela de financiamento também! É a mesma coisa, não teria porque ser diferente. E quanto a antecipar ser “melhor”, saibam que durante a obra você não paga juros, só correção, e no banco você paga juros que geralmente é maior que essa correção (INCC). Procurem analisar com mais cuidado.

    • Anonymous
      01.agosto.2013

      Olá, anônimo1.

      O INCC está batendo quase igual aos juros do banco. Abaixo, uma simulação de um cálculo do impacto do INCC no fluxo de pagamentos de um imóvel comprado na planta diretamente com a construtora.

      O INCC deste ano já ultrapassou os 6%. O do ano passado foi acima de 7% e tem sido assim quase todos os anos. Este ano muito provavelmente chegaremos a 8%.

  16. Anonymous
    31.julho.2013

    É correção mas de um modo geral os corretores minimizam o impacto do INCC. E nos valores atuais dos imóveis, muitas vezes ultrapassando meio milhão de reais, o impacto dessa correção no saldo devedor é preocupante.

  17. 31.julho.2013

    Olá Bruna! Tenho 200 mil na poupança. Minha dúvida é a seguinte: Na poupança este valor está rendendo em torno de R$ 980,00 / mês . O imóvel que estou querendo custa 350 mil. Simulando com minhas atuais condições, minhas primeiras parcelas giram em torno de R$ 1900,00 . Como o aluguel aqui gira em torno de 0,35% do valor do imóvel, ou seja, R$ 1225 ,00 (posso também conseguir um bom desconto pagando alguns meses adiantado), então R$ 1225,00 – R$ 980,00 = gasto de R$ 245,00 com moradia caso alugar. Levando em consideração ainda que, em um financiamento, podemos ter uma correção do saldo devedor pela TR, Esta mesma que aumentará ainda mais o rendimento da poupança. Não seria mais sensato alugar e continuar guardando dinheiro para futuramente comprar um imóvel à vista ? (OBS: Não levei em consideração que vivemos numa bolha imobiliária, apesar do preço estratosférico dos imóveis em questão)

  18. Anonymous
    01.agosto.2013

    Boas!
    Passando por aqui, não pude deixar de comentar esta notícia.

    Imóvel na planta é uma inversão de valores onde quem fornece o CAPITAL e corre o risco (comprador) atua como empregado e quem oferece o serviço (construtora) atua como DONO.

    Imóvel na planta é uma aberração brasileira. Financio a obra da construtora, corro todos os riscos de atrasos/não entregas, entrega fora do estipulado no memorial, acabamento/pintura ruim, problemas estruturais, risco do condomínio ser muito alto e ainda sou obrigado a pagar correção nas parcelas e no saldo (o INCC nada mais é que juros disfarçado de correção monetária). Ela quem deveria me pagar juros por tomar meu dinheiro antes de entregar.

    Atualmente, comprar imóvel na planta só é bom negócio para a construtora. Veja: http://www.hojeemdia.com.br/noticias/economia-e-negocios/compra-de-imoveis-na-planta-so-e-bom-negocio-para-construtoras-1.150434

    Além disso, infelizmente estamos vivendo uma bolha imobiliária e creio eu que estes imóveis todos sofrerão forte desvalorização conforme a economia se deteriorar.

  19. Anonymous
    01.agosto.2013

    INCC de julho = 0,73%
    Vamos fazer umas continhas.

    Em março de 2013, entrei em um chat da Cyrela e obtive o seguinte fluxo para o empreendimento Maayan, na Barra da Tijuca:

    A vista: 597.600,00

    Entrada: 178.682,40, da seguinte forma:

    Inic = R$ 59.760,00
    24x de R$ 2.490,00
    4x de R$ 7.470,00 (semestrais)
    Chaves R$ 29.282,40

    Saldo devedor a financiar após 24 meses: R$ 434.424,00

    Vamos supor que eu tenha comprado este imóvel em 01/março/13.

    INCC-M
    março/13 = 0,28%
    abril/13 = 0,84%
    maio/13 = 1,24%
    junho/13 = 1,96%
    julho/13 = 0,73%

    Total do INCC-M nestes 5 meses: 5,145%

    Corrigindo os valores, após 5 meses, teremos:

    Inicial = 0 (o cara pagou quando assinou o contrato)
    Semestrais: 4x R$ 7.854,32 (diferença de 4x R$ 384,32 = R$ 1.537,28) – em agosto ele, além da parcelinha, tem que pagar mais de 7,8K como reforço
    Chaves: R$ 30.788,93 (diferença de R$ 1.506,53)
    Saldo Devedor: R$ 456.774,41 (diferença de R$ 22.350,01)

    Tenho dúvidas se a correção é aplicada na prestação também.
    Caso seja, a prestação terá sido reajustada para R$ 2.618,11 (diferença de R$ 128,11 em cada parcela – 19 restantes, portanto, R$ 2.434,09)

    Somando tudo, minha dívida cresceu (1.537,28 + 1.506,53 + 22.350,01 + 2.434,09) = R$ 27.827,91, mesmo tendo pago mais de 13K de prestações, minha dívida cresceu o dobro disso.

    Se utilizar o INCC-DI, a dívida ficaria maior ainda, pois ele está mais inflacionado este ano que o INCC-M.

    Segundo a CEF, o cara pra financiar este saldo devedor de 435K, dando 10% de entrada, a 9,5%aa de juros, tem que comprovar mais de 13,5K de renda. Pra financiar 457K, dando 10% de entrada, com juros de 9,5%aa, teria que comprovar 14,2Kde renda.

  20. Anonymous
    01.agosto.2013

    Ah, ainda vou deixar uma pequena dica. Para entender o que se passa no mercado imobiliário brasileiro, recomendo que leiam um pouco do que é debatido no blog bolha imobiliária. É só procurar no google.

  21. Anonymous
    01.agosto.2013

    Por fim, desejo-lhe boa sorte em sua empreitada de compra da casa própria e parabéns.

  22. 12.agosto.2013

    bom dia,meu nome é ATG, parabens pelo seu blog, abriu minha visão, pois estava tao encantado com o meu projeto e não viria essas armadilhas embutidas, poi sestou preste a fechar negocio de apt na planta, gostaria de saber se é jogo pois o imovel na entrga das chaves é R$ 227.000, estar previsto para agosto de 2017, nesse caso seria jogo entrar em consorcio pelo meu banco. Grato e agradeço e aguardo resposta.

  23. Pinheiro
    15.setembro.2013

    Pessoal pesquise sobre a construtora antes de comprar, sobre reclamações, empreendimentos entregues, prazos , processos etc , na hora de assinar LEIAM tudo afinal não esta comprando uma tv ou sapato e sim o que pode ser seu “maior sonho”.

    Fiquem atentos a cláusula de carencia estipulada no contrato, pois esta bendita da o “direito” a construtora de atrasar a obra em até 180 dias apos o prazo.

    Boa sorte!

  24. 17.setembro.2013

    Oi Bruna,
    Me ajuda??
    Comprei um apartamento na planta no valor de 133.623,00, sendo 4.432,00 pago no ato , 16.500,00 em 33 meses e 112.700,00 para financiamento bancario. tem um detalhe era p ser entregue em jan/15 e antecipou para jan/14…Vc me ajuda calcular o saldo devedor? Ate hj paguei 18 par. das 33.
    bj

  25. Vanessa
    24.setembro.2013

    Amei o post!
    A algumas semanas, eu e meu namorado assinamos contrato do nosso futuro cantinho.
    Já olhei a planta váááárias vezes (e não me canso de olhar e pensar na disposição de tudo. hehe). Medi todos os cômodos comparando c/ oq moro atualmente. Filmamos, tiramos fotos do decorado, e toda semana tiramos fotos do andamento da obra p/ documentar.
    Realmente, número de quartos não se deve ser levado tanto em consideração. Inicialmente, buscávamos um c/ 3 quartos, mas depois estudando as plantas, percebemos que outros cômodos eram diminuídos p/ fazerem mais 1 quarto. Então, chegamos à conclusão que 2 quartos p/iniciarmos, estava ótimo! Os banheiros terão um tamanho bom, sala, varanda. Estamos muito felizes c/nosso futuro cantinho, acreditamos ser no tamanho e disposição perfeitos p/ nós. É tão gostosa essa fase :D
    Agora, qto a corretagem…
    Demos 3 cheques também, e tem discriminado no contrato resumido o valor da corretagem. É mesmo ilegal?
    Parabéns pelo blog. Só tem matérias legais!
    Bjss

  26. 25.setembro.2013

    Olá Bruna, você já descobriu algo sobre a comissão do corretor? Tem que estar expresso no contrato?
    Eu também dei alguns cheques nominais a consultores eles chamam, mas agora que fui pedir um extrato atualizado do que já tinha pago que percebi que o valor desses cheques não estavam na tabela. Questionei a construtora e eles falaram que o valor de comissão tenho que verificar junto a empresa de vendas. Agora questionei novamente que negócio é esse de comissão e disse que quem tem que pagar são eles mesmos que, afinal, são os vendedores. Essa é a regra! Mas ainda não me responderam.

  27. 07.outubro.2013

    Oie
    Hoje estou exatamente na mesma situação que vc (em desespero) rsrs. Pagamos 1 ano e descobrimos esse absurdo só agora…. o que vc fez para resolver???
    Conto com sua ajuda!!!

    Obrigada, beijos :)

  28. 15.outubro.2013

    Oi Bruna!
    Tudo bem? Adorei seu blog, aos pouquinhos vou ver se consigo ler tudo… parabéns!
    O INCC é o tal “juros de obra”? Ou são duas coisas diferentes, automaticamente duas contas? rs
    Obrigada, bjo

  29. Natália
    15.outubro.2013

    Oi Bruna!
    Parabéns pelo blog, estou adorando! Aos pouquinhos vou ver se consigo ler tudo!
    Você sabe se o INCC é o mesmo que o tal “Juros de Obra”?
    Obrigada, bjos!

  30. Márcia
    04.julho.2014

    Oi Bruna, você chegou a pedir a devolução da taxa de corretagem do seu apê? bjs

  31. Mariana
    09.novembro.2015

    Oi Bruna! Como ficou a história da corretagem do seu imóvel? Comprei um apt na planta e também me cobraram corretagem.