08  02
2024
Desenvolvimento Pessoal | Organização | Organização Pessoal

Como criar mapas conceituais digitais

Como criar mapas conceituais digitais

Mapas conceituais digitais

Você já ouviu falar de mapas conceituais?

Quando temos uma ideia de projeto e queremos executá-la, usar os mapas conceituais é um excelente caminho para nos dar clareza do todo. Eles também servem para diversas outras aplicações e eu vou te mostrar abaixo.

Os mapas de conceito, mapas conceituais ou também concept maps em inglês são formas de apresentar conhecimento com recurso gráficos que podem variar na sua complexidade.

Esta é uma parte importante para passar conhecimento específico ou enumerar as suas ideias, utilizando normalmente palavras-chave que se ligam por linhas ou setas que formam depois um conceito quando são lidas de uma forma generalizada, normalmente acompanhadas por uma descrição dos fatos ou do conceito.

Se ainda não conhece esta forma de apresentar informação, veja só esta ferramenta valiosa que poderá usar com frequência na sua vida pessoal e profissional para transmitir ideias e informações, das mais simples até às mais complexas.

Como surgiram os mapas conceituais e como se tornaram digitais

Os mapas conceituais foram criados na década de 1970 por Joseph D. Novak e sua equipe na Universidade Cornell.

Eles criaram uma forma simples de apresentar informação, que depois se traduziu na criação, na era da internet, nos mapas conceituais digitais.

Os mapas conceituais digitais podem ser criados por várias ferramentas e mostram várias opções intuitivas e interativas para que você crie seu mapa de ideias para poder explicar ele mais tarde.

Não precisa de saber programação ou usar aplicativos de design, pois os mapas conceituais acabam por ser criados sem qualquer conhecimento necessário, devido à sua simplicidade e às ferramentas disponíveis.

O que podemos fazer com os mapas conceituais?

Os mapas conceituais são uma excelente ferramenta para colaborar em equipe através dos serviços digitais existentes, e também para serem criados apenas por um usuário.

Independentemente da sua escolha, estes mapas apresentam resultados imediatos pois suas palavras-chave em uso são conectadas com uma apresentação oral que você esteja fazendo, simplificando as suas ideias ou apresentando propostas complexas.

Exemplos práticos do uso de mapas conceituais

Mais do que entender como os mapas conceituais funcionam, é preciso entender como eles podem ajudar você na sua vida. Assim, deixamos para você alguns exemplos de como pode usar os mapas conceituais de forma inteligente para apresentar informações:

Educação e aprendizagem

Um mapa conceitual para aprendizagem vai facilitar a compreensão e pode ser usada por professores ou em cursos offline ou online.

Ao usar estas ferramentas pode também estudar ou rever informações importantes para organizar o conhecimento adquirido como aluno e para se preparar melhor para o seu exame.

Alguns exames educativos podem também solicitar uma ligação de várias informações dentro de um mapa conceitual, por isso é importante estar ciente de que eles existem e como eles funcionam.

Estratégia empresarial

Pode também usar os mapas conceituais para mostrar estratégias diferentes ou apresentar informação complexa em uma reunião de empresa.

Os processos e etapas podem ser delineados numa apresentação simples, que é depois acompanhada pelos seus comentários verbais, solicitando assim que a informação seja assimilada de forma fácil por quem está presente.

Pode também ser um excelente recurso para desenvolvimento de ideias ou brainstorming, quando usado em equipe ou para mapeamento de processos de negócio, recolhendo também informações de várias pessoas sempre que isso for possível.

Software e conceitos da web

Os desenvolvedores de software também usam os mapas conceituais para identificar funcionalidades importantes no desenho de um software ou uma página web, facilitando assim a lista de recursos importantes que devem existir.

Para além disso são também muito usados para a correlação de dados entre vários sistemas, permitindo um entendimento concreto sobre as necessidades existentes em um sistema e as adaptações necessárias no sistema a construir.

E vocês, já usam mapas conceituais para os seus projetos?

Como costumam fazer quando tem alguma ideia e querem colocar em prática?

Por aqui eu amo usar, assim consigo ter clareza na construção e nas etapas que devo seguir ao longo de cada projeto, pois não adianta nada ter a ideia se não temos um passo a passo para executá-la. Não é mesmo?

0 comentários
Deixe um comentário pra mim!