3 LIVROS QUE IRÃO MUDAR A SUA VIDA | Organização e Desenvolvimento
Casa
3 LIVROS QUE IRÃO MUDAR A SUA VIDA | Organização e Desenvolvimento
04, agosto | 2017
Como organizo o Cardápio da Semana | Marmitas saudáveis
Casa
Como organizo o Cardápio da Semana | Marmitas saudáveis
05, dezembro | 2017
Aprenda sobre investimentos bancários
Burocracia
Aprenda sobre investimentos bancários
13, dezembro | 2013
Milhas no cartão de crédito: vale a pena?
Finanças
Milhas no cartão de crédito: vale a pena?
14, fevereiro | 2017
TOUR PELO APÊ | Diário da Reforma 1 #ApêDaSister
Decoração
TOUR PELO APÊ | Diário da Reforma 1 #ApêDaSister
23, outubro | 2017




29  01
2018
Casa | Organização | Organização Pessoal

5 maneiras simples de organizar a sua vida

Caminhos para organizar a sua vida e a sua casa acabando com o stress diário Quem me acompanha nos Stories do Instagram @comprandomeuape_oficial e no @brunadalcin, com certeza viu que no finalzinho de 2017 estava reorganizando muitas coisas no meu apartamento e na minha vida. É muito incrível a sensação de renovação que a virada de ano nos traz. Mas ao mesmo tempo, pode nos trazer uma angústia de que…

Leia Mais

Caminhos para organizar a sua vida e a sua casa acabando com o stress diário

5 maneiras simples de organizar a sua vida

Quem me acompanha nos Stories do Instagram @comprandomeuape_oficial e no @brunadalcin, com certeza viu que no finalzinho de 2017 estava reorganizando muitas coisas no meu apartamento e na minha vida. É muito incrível a sensação de renovação que a virada de ano nos traz. Mas ao mesmo tempo, pode nos trazer uma angústia de que devemos organizar tudo de uma vez só e até sentimentos ruins por não ter cumprido todas as metas que nos propomos.

Aprender com os erros é sempre a melhor forma para acertar na vida.

Foi maravilhoso ter tirado algumas horinhas de cada dia de Dezembro para organizar algum cantinho da casa e planejar o ano seguinte, mas vocês acham que consegui terminar tudo até o último dia do ano?

Óbvio que não! Afinal já são tantas as demais tarefas rotineiras, e ainda tinham as festas de fim de ano para organizar, viagens de verão (parte boa!), roupas das viagens para lavar, casa para faxinar, trabalho e assim vai, aquele ciclo sem fim que todos os donos e donas de casa conhecem.

Hoje por mais que eu tenha uma série de coisinhas pendentes para fazer aqui no apê e na minha vida, comecei a focar mais no que eu já consegui realizar do que nas coisas que faltam fazer e isso me deixou muito mais agradecida e muito menos ansiosa.

Enxergar que nós temos o ano inteiro pela frente para fazer as coisas com calma, traz uma sensação de paz e faz com que a gente consiga focar no que de fato é importante.

A sensação de concluir uma tarefa é tão maravilhosa que merece ser curtida com muita intensidade, por isso não se cobre e muito menos tente acelerar o processo para chegar lá. O mais prazeroso está em curtir todo o processo.

E quando falamos em organizar a vida e a casa, nunca tire como base a vida do outro ou aquela foto de casa decorada que você viu no Pinterest, nada disso reflete a sua vida real. O mais importante é entender que todas as tarefas vão parecer urgentes, mas não na verdade não são. Quando a gente pára por alguns minutinhos e começa a estabelecer prioridades, tudo muda de figura. Veja só como você pode organizar a sua vida com algumas etapas simples:

1. Concentre tudo em um só lugar

Coloque tudo o que você precisa fazer e resolver em um só lugar. Seja uma planilha no computador, um pedaço de papel, agenda ou no bloco de notas do celular, anote tudo conforme você for lembrando, não importa a ordem das tarefas nessa fase.

2. Pratique o essencialismo

Com essa visão geral, pense em simplificar a sua vida, fazendo um declutter! Essa palavra inglesa é muito usada para se livrar daquilo que traz a desordem para a sua vida. Tenho certeza que algumas tarefas ou metas que você anotou não precisam de fato serem realizadas. Temos mania de querer abraçar o mundo, mas nem sempre precisamos de tudo, portanto, essa é a hora de estabelecer prioridades e descartar o que não vai te trazer tanta realização assim. Foque no essencial, aquilo que te trará benefícios a longo prazo e felicidade para a sua vida e da sua família.

3. Priorize

Hora de organizar as tarefas que restaram e neste ponto você pode estabelecer por prioridades, por datas limites para cada uma ou da melhor maneira que funcionar para você. Existem vários modelos de organização disponíveis por aí como o Fly Lady para a casa e os sistemas GTD, ZTD, Scrum, etc. para o restante da vida, mas você não precisa seguir nenhum se não quiser, o ideal é sempre fazer da forma que melhor se adaptar à sua rotina.

4. Faça acontecer!

Essa fase é crucial pois muitas pessoas fazem a lista de tarefas, colocam os prazos mas olha para ela e desanima. Até mesmo por isso a etapa 2 não pode ser pulada já que nela você consegue reduzir uma boa parte de itens a fazer. Mas vamos supor que você iniciou e finalizou algumas tarefas e no meio da lista começou um processo de procrastinação. Tenha consciência de que você não está sozinho, é totalmente normal isso acontecer e você não deve se sentir mal por isso. Neste ponto você pode reaver se elas realmente são prioridades em sua vida e se forem, anote sub-tópicos de como você pode resolvê-las, assim você enxerga cada uma como se fosse uma tarefa mais fácil.

5. Mantenha a ordem

Mantenha em ordem o que conseguiu organizar. Seja seletivo no que entra em sua vida e na sua casa. Repense se é realmente necessário e se for, veja se é preciso eliminar algo que você já tem para não sobrecarregar você ou a casa.

Não perca: Como organizo os cardápios da semana na minha alimentação.

Passo extra: Gratidão!

Seja grato por cada realização que fizer. Celebrar e agradecer estimulam o nosso cérebro e nos trazem aquele sentimento de felicidade que tanto procuramos.

Você pode fazer este processo de simplificar, organizar e manter em ordem áreas como:

6 maneiras simples de organizar a sua vida

Salve no seu Pinterest! ;)

Organização deve ser um sistema com processos simples, pois de nada adianta tentar um método complexo se no final das contas você desiste de mantê-lo em sua vida.

E lembre-se de que ter menos coisas e uma vida mais simplificada te trará uma série de benefícios como melhor qualidade de vida, menos stress, menos neuras com desarrumação, menos coisas para limpar e mais tempo para você aproveitar a vida.

Veja também: 3 livros que irão mudar a sua vida.

Se vocês quiserem que eu fale mais sobre alguns processos de organização que citei no post, é só escrever abaixo nos comentários, ok? ;)

Sou uma virginiana nata, apaixonada por organização e a cada dia estudo mais sobre o assunto. Me faz muito feliz poder repassar o que implanto em minha vida, relatando o que deu e o que não deu certo para que vocês possam refletir, testar e trocar experiências comigo aqui no CMA!

22  01
2018
Casa | Meu Apê

Vale a pena ter uma fechadura digital em casa?

Hoje em dia ter uma fechadura digital instalada em casa não é mais considerado um item de luxo que apenas mansões podem ter. O custo tem ficado cada vez mais acessível, sendo possível ter mais segurança e praticidade na porta da sua casa ou apartamento. Estou fazendo o uso de uma fechadura digital touch screen da marca Intelbras (modelo FR201) no meu apartamento há algumas semanas e vim relatar a…

Leia Mais

Hoje em dia ter uma fechadura digital instalada em casa não é mais considerado um item de luxo que apenas mansões podem ter. O custo tem ficado cada vez mais acessível, sendo possível ter mais segurança e praticidade na porta da sua casa ou apartamento.

Estou fazendo o uso de uma fechadura digital touch screen da marca Intelbras (modelo FR201) no meu apartamento há algumas semanas e vim relatar a minha experiência para vocês!

Fechadura Digital vale a pena?

7 Vantagens de ter uma fechadura digital

1) Dispensa o uso de chaves!

Quantas vezes você já chegou na porta de casa, colocou a mão no bolso e percebeu que esqueceu a chave no trabalho ou em outro lugar? Se situações como essa acontecem, uma fechadura digital é a solução do seu problema já que ela pode ser acessada com senha ou com chaveiros de proximidade.

2) Fácil instalação

A instalação é rápida e pode ser realizada em portas que abrem para dentro ou para fora, com maçaneta na esquerda ou na direita. Os modelos de sobrepor podem ser instalados sem que haja a necessidade de retirar a fechadura atual.

3) Trava automaticamente

Dê adeus ao pensamento: “Será que tranquei a porta mesmo?”. Se você deixar o sistema de travamento automático ativado, é só fechar a porta que o travamento ocorrerá em apenas 2 segundos.

4) Tem alarme de segurança

Caso alguém tente arrombar a porta, um alarme soará.

5) Não precisa de energia elétrica

Ela funciona com pilhas que duram por cerca de 1 ano. Quando elas estiverem ficando fracas, o visor te avisa, mas se mesmo assim você não trocá-las, elas acabarem e você ficar para o lado de fora, é só usar uma bateria de 9V nos contatos de emergência da fechadura digital e digitar a sua senha.

6) Segurança até contra incêndios

Quando a temperatura do ambiente interno da residência atinge 62ºC, a fechadura dispara sinais sonoros e a porta é destrancada, garantindo livre passagem para que o local possa ser evacuado com segurança e agilidade.

7) Não precisa digitar sua senha se alguém estiver olhando!

Imagine que você está entrando em casa junto com um fornecedor de serviços ou até mesmo um amigo mas não quer que essa pessoa descubra a senha de acesso, para isso é só encostar um chaveiro de acesso cadastrado e a porta se abre no mesmo segundo.

Fechadura Digital vale a pena?

Chaveiro de proximidade

Com tantas vantagens, fica claro que o travamento de portas com chaves normais está ficando com seus dias contados!

A instalação em nosso apartamento durou em torno de uns 20 minutos e logo em seguida foi recomendado fazer a troca da senha que vem de fábrica. O processo é bem simples, mas no manual é possível tirar todas as dúvidas.

Olha que linda a nossa fechadura digital! <3

Fechadura Digital vale a pena?

O modelo FR201 é de sobrepor e tem opção de cadastrar até 4 senhas e 100 chaveiros/tags. Também tem a função Senha Protegida que dificulta que descubram as senhas pelas marcas de digitais deixadas no teclado da fechadura. Quando habilitada, fornece números aleatórios a serem digitados pelo usuário após a digitação da senha.

E ainda tem a função Não Perturbe, com ela é possível desabilitar a abertura da fechadura pelo lado de fora.

Estamos muito satisfeitos com a praticidade de não precisar mais usar chaves para entrar em casa, pois várias vezes acontecia de esquecê-las dentro do carro na garagem, chegar na porta do apartamento e ter que descer mais de 20 andares para buscar, ou em outras situações como por exemplo, estar cheia de sacolas e ter que procurar a chave no fundo da bolsa.

Nos sentimos mais seguros também de ter uma fechadura digital que apresenta muito mais barreiras de proteção contra um arrombador. Nem com uma chave micha, um dos métodos mais usados pelos arrombadores, é possível abrir. Se tentar adivinhar a senha digitando números, o alarme soará e se tentar abrir a porta do jeito mais difícil, arrombando a porta com um pé de cabra por exemplo, o ladrão também será surpreendido pelo alarme. São seguranças a mais que valem a pena!

Fechadura Digital vale a pena?

Visão da fechadura digital instalada na porta do lado de dentro da casa

Confira também outros modelos de fechaduras digitais para saber qual é o mais adequado para as suas necessidades.

Lembrando que as fechaduras digitais devem ser instaladas somente em ambientes internos, não podem ser expostas à chuva/umidade ou exposição direta do sol.

Como eu disse no início do post, os preços estão bem acessíveis e com tantas vantagens que possui, o meu parecer final é que vale a pena sim ter uma fechadura digital em casa! ;)

Os testes foram feitos à convite da Intelbras, mas como vocês já sabem, só trago para o blog produtos e serviços que gostei realmente. Transparência e confiança com meus leitores em primeiro lugar!
05  12
2017
Casa | Organização | Vídeos

Como organizo o Cardápio da Semana | Marmitas saudáveis

Organização e um cardápio da semana são as chaves para levar a dieta adiante! Seja através de marmitas fit, saudáveis ou congeladas, o importante de ter um cardápio da semana é manter uma alimentação equilibrada. Mas como se organizar para isso? Hoje vou ensinar neste vídeo como organizar o cardápio da semana para que você evite sair da vida saudável! Nós sabemos que a base para uma vida com mais…

Leia Mais

Organização e um cardápio da semana são as chaves para levar a dieta adiante!

Seja através de marmitas fit, saudáveis ou congeladas, o importante de ter um cardápio da semana é manter uma alimentação equilibrada.

Mas como se organizar para isso?
Como organizar o cardápio da semana | Marmitas saudáveis

(via)

Hoje vou ensinar neste vídeo como organizar o cardápio da semana para que você evite sair da vida saudável!

Nós sabemos que a base para uma vida com mais energia e saúde está diretamente ligada aos nutrientes dos alimentos.

Cozinhar a sua própria comida é uma ótima forma de comer mais saudável, além de você saber a procedência de como o alimento foi preparado. E ainda tem mais uma vantagem, a questão financeira, já que a comida dos restaurantes são geralmente mais caras do que a feita em casa.

1) Organizando e definindo as quantidades

Organize o cardápio da semana em uma folha, caderno, bloco de notas do celular ou algum aplicativo distribuindo o número de refeições ao longo dos dias da semana.

Para começar, considere quantas pessoas vão consumir as refeições e as quantidades para cada um. Se tiver um cardápio exclusivo elaborado por um nutricionista, melhor, pois facilitará o processo já que nele você terá as quantidades exatas.

Uma opção para quem não tem um nutricionista, é calcular em cima do que a família já está acostumada a consumir no dia-a-dia.

Se você precisa de ideias variadas de cardápios e receitas saudáveis para não enjoar, este e-book da nutricionista Cris Tozzo contém receitas sem glúten, sem lactose e sem açúcar, desde Risoto ao Pesto – Strogonoff Funcional – Lasanha Vegetariana – Frango ao Curry Anti-Inflamatório, entre outras, são mais de 100 páginas com receitas saudáveis e bem fáceis de fazer.

E também existe um curso que se chama Organização da Alimentação da chef de cozinha Bel Mattos. Ela ensina como montar cardápios para ter ânimo de continuar seguindo pela vida toda, como reaproveitar alimentos para evitar o desperdício, como congelar etc. Vale muito a pena!

Como organizar o cardápio da semana | Marmitas saudáveis

(via)

2) Lista do supermercado e compras para o cardápio da semana

O próximo passo é a partir do cardápio, fazer uma nova lista no papel ou no celular, mas dessa vez será uma lista completa de todos os ingredientes que precisará comprar, colocando inclusive as quantidades certas de cada um.

#partiucompras

Hora de comprar os vegetais, frutas e carnes no açougue, na feira e/ou no supermercado!

Por aqui nós preferimos deixar o supermercado como última opção, assim conseguimos resistir mais aos produtos industrializados, sem contar que geralmente os vegetais acabam sendo mais caros no mercado do que na feira!

Na hora das compras dê preferência para alimentos orgânicos se puder, mas mesmo se no momento isso não for viável para você, pense que é sempre melhor comprar alimentos in natura mesmo contendo agrotóxicos do que produtos industrializados.

Como organizar o cardápio da semana | Marmitas saudáveis

(via)

3) Pré-preparo

Com tudo comprado, é hora de adiantar o processo (se puder, claro!), higienizando os legumes, verduras e frutas, descascando e cortando. Reserve os vegetais em potes com papel toalha para absorver o restante da umidade. As carnes já podem ser cortadas e temperadas e deixadas na geladeira de um dia para o outro em potinhos ou saquinhos.

Dá para adiantar o feijão colocando-o de molho etc. Provavelmente depois de ter ido às compras, feito todo esse processo de lavar, cortar tudo e guardar as demais compras, você estará cansado como nós sempre ficamos por aqui. Geralmente a gente guarda tudo na geladeira para a maratona do preparo do dia seguinte.

4) Mão na massa

Com tudo já adiantado, ficará muito mais simples cozinhar tudo de uma vez só!

Sabe quando a gente assiste aqueles programas de culinária na TV onde tem os potinhos com tudo já picado, pronto para misturar nas receitas?

A gente vai ter esse prazer também, a única diferença é que nós mesmos que fizemos o processo um dia antes! hahaha

Como organizar o cardápio da semana | Marmitas saudáveis

(via)

5) Como organizar e armazenar?

Depois de cozinhar tudo, você tem duas formas para organizar:

a) montar marmitas prontas ou congelar cada tipo de alimento separadamente.
Desta forma é interessante para quem não quer extrapolar as quantidades na hora de servir e fica mais fácil se manter no cardápio da semana prescrito na dieta.
Pode-se inclusive pesar as marmitas de acordo com o que seu nutricionista te passou.

b) a segunda opção é armazenar em potes, apenas cada alimento separadamente. Por exemplo, um pote para o feijão, outro pote apenas com o arroz integral e assim por diante.
A vantagem é que você pode escolher e montar seu prato do jeito que quiser na hora de comer, mas a desvantagem é que poderá ultrapassar a quantidade de calorias. Cuidado!

Aprenda também a fazer marmitas congeladas para vender!

6) Congelar as marmitas ou armazenar na geladeira?

As marmitas ou potes com os alimentos que serão consumidos em até 3 dias podem ir direto para a geladeira, os demais armazene no freezer para durarem até 3 meses.

Veja também como branquear e congelar alimentos.

Como organizar o cardápio da semana | Marmitas saudáveis

via: O Globo

7) Como descongelar as marmitas saudáveis?

Para descongelar suas marmitas, existem algumas opções:

a) retirar do freezer e colocar na prateleira mais baixa do refrigerador por no mínimo 24 horas;

b) levar diretamente ao microondas na função “descongelar pratos prontos” ou por 4 a 6 minutos na potência máxima;

c) no fogão em banho maria;

d) levar diretamente ao forno elétrico ou à gás, desde que coloque em recipiente adequado.

Como organizar o cardápio da semana | Marmitas saudáveis

Leia também: como fazer marmitas congeladas.

Se você tiver um freezer bem grande, o período entre esse processo e o outro pode ser ainda maior, por exemplo a cada 15 dias ou até mais!

Dicas extras!

Para que a comida fique saborosa ao congelar, utilize mais temperos do que de costume e na hora de descongelar, esquente mais do que o normal para que toda a água que se formou na comida ao congelar, se evapore!

Nem sempre nós comemos as marmitas e os alimentos congelados, as vezes enjoa mesmo, mas elas são ótimas para os momentos de correria do dia-a-dia. É raro sobrar tempo durante a semana para preparar o jantar ou os almoços, e é nessa hora que eu fico muito feliz ao abrir o meu freezer! :)

E-book com mais de 100 páginas de receitas saudáveis (sem glúten, sem lactose em sem açúcar).

Como vocês costumam se organizar com o cardápio da semana? Preferem cozinhar todos os dias, alguns dias por semana, 1 vez por semana ou a cada 15 dias?

Não esqueça de se inscrever lá no canal do YouTube para não perder nenhum vídeo novo!

Página 3 de 42712345Última