Morar em Condomínio Novo | Prós e Contras
Vídeos
Morar em Condomínio Novo | Prós e Contras
17, setembro | 2015
Finanças para garotas | Vida financeira independente
Cursos
Finanças para garotas | Vida financeira independente
11, maio | 2016
Mármores, granitos e cubas de apoio esculpidas
Reforma
Mármores, granitos e cubas de apoio esculpidas
26, março | 2014
Novas cores de Quartzo Stone | Como combinar cor da cozinha
Decoração
Novas cores de Quartzo Stone | Como combinar cor da cozinha
09, março | 2016
Taxas e descontos no primeiro imóvel
Apartamento na planta
Taxas e descontos no primeiro imóvel
08, junho | 2016
24  01
2017
Decoração

Móveis que fazem o papel de paredes | Divisórias de ambientes

Não são apenas as paredes que servem para delimitar um espaço ou separar ambientes, as divisórias estão super em alta na decoração. Na arquitetura contemporânea os ambientes estão cada vez com menos paredes, pois como os apartamentos estão ficando mais pequenos há a necessidade de aumentar a área de convivência. Nesses ambientes, os moradores tem uma facilidade maior de comunicação, porque os espaços estão mais integrados. Com a falta de…

Leia Mais

Não são apenas as paredes que servem para delimitar um espaço ou separar ambientes, as divisórias estão super em alta na decoração.

Na arquitetura contemporânea os ambientes estão cada vez com menos paredes, pois como os apartamentos estão ficando mais pequenos há a necessidade de aumentar a área de convivência. Nesses ambientes, os moradores tem uma facilidade maior de comunicação, porque os espaços estão mais integrados.

Com a falta de paredes é preciso criar alternativas para delimitar os ambientes, saber onde começa uma sala de TV e começa uma sala de jantar, por exemplo. Alguns móveis podem fazer o papel de divisórias, acrescentando ao ambiente funcionalidade, colaborando com a organização.

Além dos conhecidos biombos, móveis como aparador, estantes vazadas, sofás ou painéis de madeira vazado.

Vamos nos inspirar?

Divisórias com móveis | Dividir sem paredes Divisórias com móveis | Dividir sem paredes Divisórias com móveis | Dividir sem paredes Divisórias com móveis | Dividir sem paredes Divisórias com móveis | Dividir sem paredes Divisórias com móveis | Dividir sem paredes Divisórias com móveis | Dividir sem paredes Divisórias com móveis | Dividir sem paredes Divisórias com móveis | Dividir sem paredes Divisórias com móveis | Dividir sem paredes Divisórias com móveis | Dividir sem paredes

Fica até mais lindo do que paredes, não acham?

Veja também: Boas ideias para apartamentos pequenos e quitinetes.

23  01
2017
Organização | Organização Pessoal | Vídeos

Metas 2017 em 5 pilares de organização

O objetivo da maioria das pessoas quando começa um ano é fazer planos, atingir metas e conquistar sonhos. Mas de que forma podemos fazer isso sem cair naquela velha história de que o tempo passou e você acabou não cumprindo suas promessas? Com a organização da nossa mente em primeiro lugar! Para 2017 resolvi fazer diferente na hora de estabelecer minhas metas e sonhos, defini 5 pilares de organização para a minha…

Leia Mais

O objetivo da maioria das pessoas quando começa um ano é fazer planos, atingir metas e conquistar sonhos. Mas de que forma podemos fazer isso sem cair naquela velha história de que o tempo passou e você acabou não cumprindo suas promessas?

Com a organização da nossa mente em primeiro lugar!

Metas em 5 pilares de organização

(original via | edição: @brunadalcin)

Para 2017 resolvi fazer diferente na hora de estabelecer minhas metas e sonhos, defini 5 pilares de organização para a minha vida e estipulei de uma a no máximo três metas para cada um destes pilares (quanto menor o número de metas, mais eficiente será o resultado). É uma questão de priorizar o que realmente é importante para você sem cair na besteira de querer abraçar o mundo em apenas um ano.

Dessa forma sua mente fica mais limpa e organizada para colocar o plano de ação em prática!

Gravei um vídeo contando melhor sobre isso e no final ainda dei 3 dicas extras para te ajudar a alcançar seus objetivos. ;)

Os 5 pilares da organização da vida

1. Eu

Esse pilar corresponde ao seu “eu”, ou seja, você mesmo! Saúde e bem-estar estão relacionados aqui, inclusive por isso sugiro colocar metas como cuidar mais da sua saúde corporal e mental, cuidar da sua alimentação, começar um exercício físico que te dê prazer, fazer meditação, frequentar a terapia, consultar uma nutricionista e por aí vai. Mas lembre-se: no máximo três metas e se puder escrever menos, melhor, assim será mais fácil cumprí-las sem se sentir culpada.

2. Família e Amigos

Depois de cuidar de si mesmo, o segundo pilar deve ser sua família e seus amigos, justamente porque hoje em dia acabamos nos dedicando muito mais a outros pilares, como trabalho e casa por exemplo, e nunca temos tempo de cultivar as verdadeiras amizades. Pior ainda, não damos oportunidade de fazer novos amigos como costumávamos fazer na época da infância, “quando tínhamos tempo”.

Aqui você pode estipular de uma a três metas como: encontrar os amigos uma vez por semana, passar no mínimo duas horas com sua família diariamente, marcar um barzinho com os amigos pelo menos uma vez por mês, entre outras. Mas não adianta anotar essas metas e não colocar em prática, ein! ;)

3. Trabalho/Estudo

No terceiro pilar vem o trabalho e os estudos, afinal sem dinheiro você não tem como realizar os seus sonhos (a não ser que você ganhe na “Mega-Sena”). Sem contar que trabalhar e estudar faz bem para a mente, desde que você ame o que faça.

Mas se o caso aqui for “Bruna, eu odeio o meu emprego”, “Não estou feliz na minha área”, “Não aguento mais o meu chefe” ou “Queria ter o meu negócio próprio”, ficou mais do que claro: a sua meta será a mudança que deseja. Para isso desenvolva mais os estudos, com certeza isso fará uma enorme diferença para alcançar seu objetivo. Nada como adquirir novos conhecimentos de uma forma prazerosa. Leia livros, faça cursos presenciais ou on-line, assista a vídeos, leia matérias sobre o assunto, frequente workshops e converse com outros profissionais. Depois ficará muito mais fácil executar sua ideia no decorrer do ano já que você estará seguro para isso!

4. Finanças pessoais

Como quarto pilar coloquei as finanças pessoais justamente após o pilar do trabalho. Se você recebe a recompensa pelo seu trabalho em forma de salário/pagamento, nada mais justo do que dar o devido valor a ele. Se você aprende a fazer o dinheiro trabalhar para você, fica mais fácil alcançar seus sonhos no futuro. Além disso, é importante usá-lo também no presente para você não se sentir frustrado achando que a vida está passando e você não está aproveitando como deveria. Equilíbrio é a chave.

Estipule suas metas, sejam elas aprender mais sobre finanças pessoais através de livros e cursos ou investir X reais por mês. Eu amo esse assunto e este ano estou me dedicando mais ainda, estou fazendo alguns cursos on-line e lendo muitos livros. Um deles que já indiquei aqui pra vocês é o Finanças para Garotas da Fran Guarnieri (ótimo para conquistar sua liberdade financeira de uma vez por todas!) e atualmente estou aprendendo bastante sobre Tesouro Direto (neste curso aqui) e em breve quero me dedicar a aprender sobre outros investimentos de maior risco!

5. Casa/Apartamento

Por último ficou a casa, e quando digo casa me refiro a ela fisicamente mesmo. Aquelas metas como “organizar meu armário”, “fazer uma rotina de limpeza mais rápida e eficiente”, “doar e vender itens, viver com menos coisas”, entram todas aqui.

Mas por que deixei a casa como último pilar de organização de metas?

Justamente para não se tornar motivo de estresse e neura para você assim como estava acontecendo comigo ano passado e em 2015 também (foi tenso!). Acredito que o fato de ser o meu primeiro apartamento e ser recém-casada me deixou assim. Eu queria ver sempre tudo brilhando como em fotos de revista, e ao mesmo tempo não queria admitir que não estava dando conta.

Mesmo com o marido fazendo algumas tarefas da casa, acabei pegando a maior parte para mim simplesmente por ter aquele pensamento errado “eu sei fazer melhor que ele, então eu mesma faço isso” ou pelo fato dele “trabalhar fora” e “eu não”. Na verdade eu também trabalho “fora” assim como ele, mas o fora pra mim é dentro rs. Para quem não sabe tenho meu próprio negócio e trabalho home office, o que erroneamente muita gente pensa que quem trabalha em casa não trabalha (mal sabem que trabalhamos mais ainda do que em empregos comuns!).

Sem uma rotina e uma divisão errada de tarefas da casa é óbvio que meu trabalho e minha vida pessoal iriam sofrer consequências. Felizmente consegui me encontrar, consegui organizar melhor essa rotina, dividi as tarefas igualmente, agora cada um tem as suas e fica responsável por elas (se o seu marido não sabe fazer algo em casa, simples, ensine-o nas primeiras vezes!). Estabeleci meu horário de trabalho, ou seja, se estou no meu horário de trabalho eu não penso mais se tem louça suja na pia ou roupas para lavar, hoje consigo “desligar essa chave da limpadora compulsiva” e focar somente no meu negócio.

Agora vem a melhor parte, contratamos uma diarista que vem a cada duas semanas desde o ano passado. Ainda restaram muitas tarefas rotineiras como lavar roupas, cozinhar, lavar a louça etc… (nunca tem fim!) mas a faxina pesada estamos livre, ufa! A meta é manter o que conquistei e quem sabe até otimizar mais em 2017. Se você está se sentindo como eu estava, fica a dica, sente com as pessoas que dividem a casa com você e delegue funções, e se possível, contrate alguém para te ajudar. Outra dica é ler, assistir vídeos e fazer cursos rápidos de organização de casa (mais uma coisa que amo fazer sempre que posso). Esses cursos aqui são ótimos para ajudar na organização da alimentação e na organização doméstica no geral.

Sinta-se completa!

Com pelo menos uma meta em cada um desses cinco pilares você se sentirá uma pessoa muito mais completa, organizada e feliz, além de ficar muito mais fácil conquistar os objetivos.

3 Dicas Bônus

Para você ter ainda mais facilidade de atingir suas metas!

metas-2017-brunadalcin-blog-2

(original via | edição: @brunadalcin)

1. Disciplina

Trabalhe a disciplina em você em primeiro lugar. A maior parte das pessoas não consegue ter disciplina na vida e esse é o grande motivo da desistência no meio do caminho. Disciplina é algo muito diferente de obediência, onde você recebe ordens de alguém, seja seu chefe, seu pai ou sua mãe por exemplo, e você executa por obrigação, seja por medo de levar bronca ou até por interesse em manter o emprego.

Disciplina é algo entre você e você mesmo. Quem irá te cobrar se você não fizer o que se propôs? Ninguém! E é este o estágio perigoso, onde acaba gerando uma culpa em si mesmo por não ter realizado tal objetivo.

Para acabar com a culpa, basta ter disciplina. Só que não é algo fácil de conquistar, disciplina leva muito tempo para virar um hábito, por isso a dica de ouro é fazer um pouquinho por dia, até sua mente se acostumar por completo depois de um bom tempo. Exemplo: seu objetivo é ler um livro por mês ao longo do ano mas você nunca conseguiu ler muito? Comece com apena uma página por dia, depois aumente para duas, depois um capítulo por dia e assim por diante. Isso vale para tudo, dieta, atividade física, estudos etc.

2. Praticidade

Seja prático em tudo na sua vida, até na hora de cumprir suas metas. Não coloque empecilhos, não fique postergando as tarefas e não crie mil e uma etapas para um objetivo (a não ser que seja um grande sonho, aí podem ter mais etapas para chegar nele).

Menos é mais. O simples já nos basta.
E não esqueça, tenha foco em apenas um item por vez. Não queira ser a mulher maravilha ou o super homem!

3. Não tenha vergonha se falhar

Não conseguiu alcançar alguma meta no ano anterior? Não se martirize, apenas coloque ela para este ano, ou ainda, reavalie se você realmente quer aquilo. Não faz mais sentido? Exclua da lista! Muitas vezes sentimos vergonha de nós mesmos e é uma grande bobagem. A vida muda, nós mudamos ao longo do tempo, ainda bem. E se não deu para realizar, é porque sua vida estava ocupada já com outras coisas maiores.

Gostou das minhas dicas? Como você fez a sua lista de metas este ano?
Me conte, afinal toda dica é bem-vinda!

19  01
2017
Vai Casar?

Como fazer a lista de presentes para quem já mora junto

A cada dia que passa, cresce o número de casais que acabam indo morar juntos antes do casamento. Com isso, todos (ou quase todos) os móveis, utensílios e eletrodomésticos já foram comprados. Daí, surge a dúvida: devo fazer ou não uma lista de presentes de casamento? A verdade é que, mesmo aqueles que ainda não foram morar juntos talvez tenham essa dúvida, por não saberem bem o que colocar na…

Leia Mais

A cada dia que passa, cresce o número de casais que acabam indo morar juntos antes do casamento. Com isso, todos (ou quase todos) os móveis, utensílios e eletrodomésticos já foram comprados. Daí, surge a dúvida: devo fazer ou não uma lista de presentes de casamento?

Lista de presentes de casamento | Morando Juntos

A verdade é que, mesmo aqueles que ainda não foram morar juntos talvez tenham essa dúvida, por não saberem bem o que colocar na lista, ou até por receio de constranger os convidados. Mas, como a vida dos noivos já é bem agitada, alguns serviços tem surgido para ajudar nessa questão.

Lista de cotas

Uma ideia super bacana, é fazer uma lista de cotas para a lua de mel. É bem simples e algumas agências de viagem já fazem isso pelos noivos. Dá pra escolher cotas de valores variados, desde R$ 70,00 até R$ 1.000,00. Daí, vocês podem colocar nomes nessas cotas. Por exemplo, jantar à luz de velas, valor X, passeio, valor Y. Assim, é possível dar um nome para o presente que o convidado está dando, ao invés de apenas pedir dinheiro.

E que tal homenagear os convidados? Vocês podem levar cartazes aos passeios que vão fazer, com um agradecimento especial ao convidado que “comprou” aquele passeio, e tirar fotos para mostrar para eles depois. ;)

Brindes em dinheiro

Outra dica é converter os brindes em dinheiro. Em alguns sites, é possível elaborar uma lista de presentes virtual com ítens que os noivos gostariam de ganhar, caso ainda não estivessem com a casa pronta. Daí, no final, vocês pegam apenas o valor daqueles itens.

Essas são opções interessantes, inclusive para substituir o corte da gravata, caso os noivos se sintam constrangidos com isso.

Alguns convidados gostam de saber o nome do presente que deram. Talvez se sintam mais à vontade assim. Por isso, dar nome ao valor que eles darão de presente, é mais interessante do que apenas pedir uma quantia em dinheiro.

Os convidados são uma parte importante em uma festa de casamento, e para quem está do outro lado, também é legal saber que fez parte de um pedacinho da história do casal.

Pensar em tudo e tentar agradar a todos, não é nada fácil, mas com as facilidades que estão à nossa disposição ultimamente, tudo fica menos complicado!

Veja também:

Página 4 de 419Primeira23456Última