3 LIVROS QUE IRÃO MUDAR A SUA VIDA | Organização e Desenvolvimento
Casa
3 LIVROS QUE IRÃO MUDAR A SUA VIDA | Organização e Desenvolvimento
04, agosto | 2017
Como organizo o Cardápio da Semana | Marmitas saudáveis
Casa
Como organizo o Cardápio da Semana | Marmitas saudáveis
05, dezembro | 2017
Aprenda sobre investimentos bancários
Burocracia
Aprenda sobre investimentos bancários
13, dezembro | 2013
Milhas no cartão de crédito: vale a pena?
Finanças
Milhas no cartão de crédito: vale a pena?
14, Fevereiro | 2017
TOUR PELO APÊ | Diário da Reforma 1 #ApêDaSister
Decoração
TOUR PELO APÊ | Diário da Reforma 1 #ApêDaSister
23, outubro | 2017




14  05
2018
Finanças

O mercado está bom para comprar imóveis?

Desde que iniciei o Comprando meu Apê, as perguntas que sempre recebo são: “qual o momento ideal para comprar imóveis”, “como está o mercado imobiliário” e “vale a pena comprar um apartamento na atual situação do mercado”? Hoje irei responder essas dúvidas de acordo com o que está acontecendo na economia atual. Mas antes, vamos entender como esse mercado funciona? Aqui no Brasil o mercado imobiliário é composto de quatro…

Leia Mais

Desde que iniciei o Comprando meu Apê, as perguntas que sempre recebo são: “qual o momento ideal para comprar imóveis”, “como está o mercado imobiliário” e “vale a pena comprar um apartamento na atual situação do mercado”?

Hoje irei responder essas dúvidas de acordo com o que está acontecendo na economia atual.

O mercado está bom para comprar imóveis?

Mas antes, vamos entender como esse mercado funciona?

Aqui no Brasil o mercado imobiliário é composto de quatro fases:

  1. Expansão
  2. Excesso de Ofertas
  3. Recessão
  4. Recuperação.

Como o auge da crise se deu em 2015 (recessão), agora o nossos país encontra-se em recuperação econômica e de fato o mercado está animado, inclusive o imobiliário.

De acordo com as perspectivas observadas em anos anteriores, os economistas afirmam que a partir do segundo semestre de 2018 os valores dos imóveis devem começar a aumentar.

O mercado está otimista. O que isso significa para quem irá comprar?

Para quem passou um bom tempo poupando e investindo dinheiro com o objetivo de comprar imóveis, seja para morar ou até mesmo como forma de investimento, este é um bom momento para realizar o grande sonho já que provavelmente haverá a valorização do mesmo como citado acima.

Mas antes de efetuar a compra é importante ficar atento à alguns pontos. Vamos lá!

Um imóvel pode ser utilizado de diversas formas. Vamos ver algumas:

  1. Como a realização do sonho de ter seu apartamento ou casa própria para reformar, decorar e usufruir do mesmo;
  2. Comprado com o objetivo de gerar renda através de aluguéis à terceiros;
  3. Com o intuito de investimento, sofrendo valorização de mercado para revender depois, entre outros.

Preste atenção nessa dica valiosa!

É importante entender que um imóvel se for comprado para uso próprio, mesmo que ainda haja a valorização, é considerado um passivo em suas finanças e não um ativo como muitos pensam.

Ativos x Passivos

ATIVO é aquilo que lhe garante rendimentos financeiros, que possibilita a entrada de dinheiro em seu fluxo de caixa e acelera seu crescimento financeiro.

PASSIVO é justamente o contrário do ativo, é tudo aquilo que gera despesas, gastos constantes, saídas do seu fluxo de caixa e reduzem o seu saldo financeiro.

Se está pensando em comprar imóveis para alugar com o objetivo de fazer deles ativos financeiros, vale fazer as contas analisando se os custos com ITBI, registro de imóvel, manutenções e reformas, imposto de renda, IPTU, condomínio entre outros, ultrapassam ou não o valor do seu dinheiro aplicado em bons investimentos financeiros.

O mesmo vale para o item 3 (comprar para revender). Tenha em mente que na maioria dos casos, comprar imóveis significa passivos em suas finanças!

O mercado está bom para comprar imóveis?

img (via)

Então respondendo a pergunta lá do início:

O momento atual é bom para comprar imóveis”?

Sim, se você tiver o dinheiro todo à vista. Aproveite pois tudo indica que são os últimos meses de valores mais baixos nos imóveis.

Não tem todo o valor para pagar à vista mas quer o imóvel mesmo assim?

Então aconselho ter uma boa entrada e analisar todos os prós e contras de valorização do mercado versus o seu dinheiro aplicado.

Veja se o financiamento realmente caberá no seu planejamento financeiro e se será possível fazer algumas amortizações maiores durante o percurso. Do contrário, pode ser mais interessante negociar um aluguel de imóvel mais barato, organizar e planejar suas finanças, aplicar o dinheiro e no futuro realizar o seu grande objetivo.

Veja também: 4 dicas para economizar no financiamento de imóveis.

Tenha uma garantia para emergências

Não é aconselhável em hipótese alguma entrar em um financiamento sem ter uma reserva de emergência de pelo menos seis meses do custo de vida familiar mensal. Já pensou se você perde o emprego, alguém fica doente na família ou ocorrer qualquer outro tipo de imprevisto?

Agindo conscientemente

Se você fez seus cálculos e percebeu que ainda assim vale financiar o imóvel, não comprometa mais do que 20% a 30% de toda a renda familiar líquida. Geralmente é recomendado para rendas menores comprometer no máximo até 20% e para rendas maiores até 30%.

E um lembrete que vale ouro: jamais esqueça de continuar fazendo aportes mensais em seus investimentos financeiros!

Saiba que a paciência, a persistência e o foco são as grandes chaves do sucesso de um objetivo.

Eu mesma pude comprovar tudo isso na prática, como por exemplo, ao comprar o meu apartamento e realizar muitos sonhos de consumo como viagens, intercâmbio, entre outros. Por isso sempre enfatizo esses pontos primordiais para que vocês possam chegar onde quiserem também.

Organização financeira e conhecimentos sobre investimentos deveriam ser sempre as primeiras etapas antes de pensar em adquirir qualquer bem de consumo.

Não deixe de me contar nos comentários abaixo se você gostou do conteúdo de hoje e o que gostaria que eu trouxesse de conteúdos novos aqui para o blog!

Quer receber outros conteúdos exclusivos para te ajudar a conquistar os seus sonhos?

Não deixe de me seguir lá no Instagram @comprandomeuape_oficial e de curtir a página lá Facebook do Comprando meu Apê também!

Veja também: Como escolher um imóvel para comprar ou alugar?

30  04
2018
Decoração

Principais tipos de Persianas

As persianas são ótimas alternativas para substituir as cortinas de tecido pois trazem ao ambiente um ar mais moderno, leve e prático. São baseadas em um sistema de roldanas que permitem um controle da luminosidade que entra na residência e podem ter abertura total ou parcial das laminas ou do tecido. O material é muito diversificado, desde tecido a laminas de alumínio, madeira, PVC ou fibras naturais. Um benefício das…

Leia Mais

As persianas são ótimas alternativas para substituir as cortinas de tecido pois trazem ao ambiente um ar mais moderno, leve e prático. São baseadas em um sistema de roldanas que permitem um controle da luminosidade que entra na residência e podem ter abertura total ou parcial das laminas ou do tecido. O material é muito diversificado, desde tecido a laminas de alumínio, madeira, PVC ou fibras naturais.

Um benefício das persianas é na hora da limpeza, já que são mais práticas do que lavar grandes cortinas. O processo da limpeza pode ser feito com um aspirador de pós ou uma esponja úmida.

Não deixe de ver também: Tipos de pregas de cortinas e muito mais.

Persiana Silhouette

Possui lâminas horizontais que dão a impressão de flutuarem no tecido translúcido onde são fixadas. Podendo-se regular a quantidade de luz que entra no ambiente. São muito utilizadas em salas de estar.

Persiana Silhouette | Tipos de persianas

Persiana Vertical

Sua principal característica é a funcionalidade, permite o controle de luz e fechamento vertical. Os materiais variam entre tecido, alumínio ou PVC.

Persiana Vertical | Tipos de persianas

Persiana Laminada

Normalmente utilizada em escritórios, hoje já aparece presente em residências. Pode ser de metal, PVC ou madeira de 25cm ou 50cm. É muito prática na hora da limpeza e também proporciona uma boa visibilidade da luz e pode ser utilizada em conjunto com cortinas de tecidos leves.

Persiana Laminada | Tipos de persianas

Persiana Romana

É estruturada em varetas, é recolhida em módulos e lembra a estética de camadas. O linho sintético é indicado para o material deste tipo de persiana, pois utilizar matérias que amassam muito podem comprometer visualmente a peça.

Persiana Romana | Tipos de persianas

Persiana Rolô

É feita em linho, algodão ou até de fibras naturais. O diferencial deste tipo de persiana é que é enrolada na parte superior durante o fechamento. Pode ter a função de forro ou blecaute, e dependendo do material utilizado, pode escurecer totalmente o local.

Persiana Rolô | Tipos de persianas

Persiana Painel

Normalmente utilizado para bloqueio de luz externa, utilizam o material de sarja ou lona e são fixos em trilhos com abertura horizontal.

Persiana Painel | Tipos de persianas

Persiana celular

É feita de tecido-papel e tem um formato de colmeia. Um grande diferencial deste tipo de persiana é que ela desempenha o papel de isolamento acústico, reduzindo até 30% dos ruídos externos dependendo do material que é empregado.

Persiana Celular | Tipos de persianas

Se você quer aprender a decorar seu lar assim como eu aprendi, escolhendo objetos e cores que combinem entre si, não deixe de conferir os Segredos da Decoração!

12  03
2018
Casa | Decoração | Leitores

Ideias de jardim vertical para apartamentos pequenos

Jardim vertical: mais verde para pequenos espaços! A falta de espaço é presente em muitos apartamentos, mas isso não pode ser desculpa para não acrescentar aos seus ambientes um jardim vertical e trazer um ar mais puro para o seu lar. Na falta de metros quadrados, a opção mais adequada é realmente verticalizar o seu jardim. Eles podem ter formatos diferentes e abrigar desde espécies decorativas até mesmo frutíferas no seu lar….

Leia Mais

Jardim vertical: mais verde para pequenos espaços!

A falta de espaço é presente em muitos apartamentos, mas isso não pode ser desculpa para não acrescentar aos seus ambientes um jardim vertical e trazer um ar mais puro para o seu lar.

Na falta de metros quadrados, a opção mais adequada é realmente verticalizar o seu jardim. Eles podem ter formatos diferentes e abrigar desde espécies decorativas até mesmo frutíferas no seu lar.

As varandas ficam muito mais charmosas com o uso de plantinhas em um jardim vertical. As espécies escolhidas podem ser as que são meia-sombra, que recebem o sol de uma parte do dia, como samambaias, peperomias, pata de elefante e ainda, você pode deixar este ambiente mais confortável fazendo uso de um piso revestido de madeira ou móveis de madeira.

Esses dias atrás mostrei a decoração que fiz no apartamento da leitora Daiane e um dos cantinhos foi a varanda, olha só a foto abaixo. Se quiser mais detalhes de cada item que usei, é só assistir ao vídeo que gravei lá!

Varanda com jardim vertical

Varanda que decorei no apê da leitora Daiane Dias!

A sala de estar também é um ótimo lugar para ter um jardim vertical, valendo lembrar que para este espaço devem ser escolhidas espécies que se adaptem a locais com pouca luz solar, ou seja, espécies para sombra e meia-sombra.

Ideias de Jardim Vertical para Apartamentos Pequenos

Pode parecer inusitado, mas os banheiros também podem ter a presença de jardins verticais, trazendo ao ambiente um toque elegante e personalizado.

Quer aprender a decorar seu lar escolhendo objetos e cores que combinem entre si? Não deixe de conferir os Segredos da Decoração!

Ideias de Jardim Vertical para Apartamentos Pequenos

A cozinha é um ótimo lugar para abrigar um jardim. Você pode ter temperinhos sempre frescos para utilizar em sua alimentação.

Ah! Se você tem uma varanda pequena, não deixe de ver essas dicas que preparei para te ajudar na hora de planejar cada cantinho dela!

Ideias de Jardim Vertical para Apartamentos Pequenos

Quer mais inspirações bacanas? Não deixe de me seguir lá no meu perfil do Pinterest.

Página 1 de 42612345Última