09  02
2015
Comportamento

Como superar a saída da casa dos pais?

Cedo ou tarde, chega a hora de abandonar o conforto e a mordomia da casa dos nossos pais e começar uma vida nova. Os motivos variam, pode ser para estudar ou trabalhar em outra cidade/estado/país, para começar uma vida a dois ou para ter seu próprio cantinho e independência. Eu mesma estou passando por isso já que dentro de um mês ocorrerá minha mudança pois vou me casar!

sair-da-casa-dos-pais-morar-sozinha-2

Imagem: (via)

Nessa hora é comum ter muitas dúvidas, pois a decisão não é nada fácil. Sair de um lugar acolhedor, onde temos carinho, conforto e pensar que teremos que assumir um monte de tarefas e responsabilidades não é nada comôdo. Enfrentar o mundo e construir nossa própria história, faz parte do processo de amadurecimento. Mas como superar a saída da casa dos pais?

Porém, se nesses momentos de dúvida você olhou para seus pais, percebeu que ainda era muito ligado a eles, que gostava do conforto do seu quarto, que tinha muita liberdade e, principalmente, que a vida lá fora não seria nada fácil, e optou por não sair. Não se sinta mal, você não está sozinho.

Pesquisas indicam que pessoas com idade entre 25 e 34 anos tem morado mais tempo na casa dos pais. Dedicando mais tempo em atividades que beneficiem a si mesmas, por exemplo, investindo nos estudos ou aproveitando mais a vida sem a preocupação de cuidar de uma família. Esse fenômeno recente, observado não só na classe média do Brasil como em vários países do mundo – é a chamada “geração canguru”.

Os pais hoje em dia, aceitam numa boa e, em muitos casos, estimulam a permanência dos filhos em casa até como uma estratégia para enfrentar o próprio envelhecimento.

Para que os pais possam lidar bem com essa mudança é preciso conversar bastante, fazer com que eles participem e se sintam importantes nesse processo, estabelecer uma relação de respeito em ambos os lados.

Os pais devem entender a individualidade e notar que o filho seguiu por um novo rumo e está se adaptando à outra realidade. Entretanto, os filhos também não devem se distanciar demais, recorrendo a eles apenas quando surge um problema. Quando isso acontece, as cobranças e discussões são muito prováveis. Com isso, o relacionamento que deveria ser prazeroso passa a ser desgastante.

Não deixe o sentimento de culpa invadir a relação. Há pessoas que se sentem culpadas por terem saído da casa dos pais e começam a tomar conta deles além do necessário, há também pais que se sentem culpados pela mudança do filho e passam a agir como se ele não tivesse condições de lidar com as dificuldades do dia a dia.

Tente estipular jantares durante a semana para que todos estejam juntos como antes. Façam o mesmo para o tempo livre, estipule que aos domingos, por exemplo, vocês estarão juntos, desfrutando do novo momento.

Sabemos que nem sempre é possível fazer visitas com a frequência desejada, mas o celular e a internet, por exemplo, possibilitam interagir mesmo que à distância. Ainda assim, a melhor forma para equilibrar o relacionamento é a conversa franca, para que todos procurem entender a situação atual de cada um e se adaptar a ela da melhor forma possível.

sair-da-casa-dos-pais-morar-sozinha-3

Imagem: (via)

Para quem vai morar longe outra dica é já se programar para voltar nas datas especiais como Páscoa, Natal, Ano novo e aniversários. Assim, não só seus pais, mas a família toda, se programa e cada visita será um motivo de muita festa e comemoração.

Na hora da transição, se você já tem o apartamento ou casa pronta, tente ir saindo da casa dos pais aos poucos. Tome o devido tempo para decorar e levar suas coisas, você pode dormir no novo endereço aos finais de semana, assim ele já vão se acostumando com a ideia.

O que eu já fiz por exemplo, foi trazer meu computador e itens de trabalho, montei meu escritório e passo a maior parte do tempo no novo apartamento trabalhando. Já comecei a trazer pertences pessoais aos poucos pra que a mudança não seja um susto. É uma forma de irem se acostumando e inclusive eu também, afinal são muitos anos morando com eles!

O ideal é que todos entendam que cada um tem sua própria casa. Essa mudança significa, na maioria das vezes, a conquista da liberdade. Mas, para que isso seja real, é preciso que cada um administre sua vida pessoal e financeira.

sair-da-casa-dos-pais-morar-sozinha-1

Imagem: (via)

Controle o lado financeiro

Habitação, alimentação, transporte, estudo, lazer, vestuário, despesas extras, tudo isso pode causar um descontentamento e até assustar os jovens aspirantes a independentes. Por isso coloque tudo em uma planilha, ela que vai dar a dimensão quase que exata se é possível dar esse passo. Não se esqueça que além do aluguel ou financiamento, ainda tem outras despesas como condomínio, água, energia, internet, etc.

As compras no supermercado, por exemplo, se não forem bem planejadas, podem pesar no orçamento, pois, morando sozinho, você terá despesas que antes não tinha, como com material de limpeza, congelados, utensílios domésticos e outros itens que, aos poucos, você perceberá que são essenciais. Alimentação e supermercado não devem ultrapassar os 30% do total dos seus gastos mensais.

A conta justinha impede que você tenha uma reserva para emergências. Essa reserva, na avaliação dos especialistas, deve ser, ao menos de 5% a 10% da sua renda. Depois de colocar tudo isso na ponta do lápis, converse com alguém que já more sozinho há algum tempo para saber se você não está esquecendo de nada. Aconselhar-se com colegas que estão nessa situação há pelo menos seis meses faz diferença.

Compartilhar a moradia com amigos ajuda a diminuir os gastos com habitação. Já com alimentação, comprar no supermercado e fazer a comida em casa podem promover uma economia e tanto. Comer fora de casa pesa muito no orçamento.

Na hora de decidir sair ou não de casa, é preciso considerar uma questão: a capacidade de poupar. Morar com os pais permite que você tenha uma poupança, que vai ser difícil ter morando sozinho.

Aqueles que, mesmo com o orçamento justo, querem seguir com o plano de morar sozinho, devem fazer ajustes no seu estilo de vida e adequá-lo aos seus ganhos. Na hora em que você assume a responsabilidade de lidar com as suas contas, você precisa fazer uma mudança nos seus gastos.

Surgem milhares de dúvidas nessa fase, principalmente nessa questão das finanças, e é normal se perder um pouco no início, porém é importante tomar cuidado e se planejar para as contas não virarem uma bola de neve. Para as meninas que estão na fase de “juntar cada centavo” para comprar o primeiro imóvel, nada como uma ajudinha nesse assunto e investir em Tesouro Direto é uma forma bem segura e ótima de fazer seu dinheiro trabalhar para você.

Se quiser aprender como investir em Tesouro Direto de uma forma descomplicada, recomendo este curso que é maravilhoso!

Equilibrando a situação da relação com os pais e o seu lado financeiro, com certeza, você terá uma vida feliz no novo lar. Serão muitos desafios, mas também muito aprendizado, crescimento e no final, não há quem não diga: “como é gostoso ter o meu cantinho”!

Acompanhe o blog nas redes sociais seguindo:
Twitter ❤ Facebook ❤ Instagram ❤ Youtube ❤ Bloglovin

65 comentários
Deixe um comentário pra mim!
  1. ELEN
    09.fevereiro.2015

    Oi Bruna, estou passando por isso e como é dificil sair da casa dos meus pais.Levei minhas coisas aos poucos também, mas os eletrodomésticos tiveram que ser de uma vez só,quando minha mãe viu o caminhão de mudança se desesperou e ficou chorando aos prantos. Vou aproveitar o feriadão do carnaval para me mudar e não quero nem imaginar como vai ser.

    • 09.fevereiro.2015

      Nossa Elen, então estamos na mesma… os eletrodomésticos vão ser ao mesmo tempo tbm… pois a maioria estão chegando na casa dos meus pais!

  2. Camila Pastre
    09.fevereiro.2015

    Nossa, Bru, essa foi a parte mais difícil do casamento para mim. Eu já namorava há 8 anos e meio com o meu marido então a parte de se preocupar com as manias, etc, da outra pessoa eu não tinha. Agora, sair da casa do meus pais, onde eu tinha todo o conforto e o amor deles, foi muito muito doloroso. Eu sempre fui muito apegada aos meus pais e nunca passei uma noite sem dar um “beijo de boa noite” neles, e saber que ficaria sem isso para o resto da vida, me matava! rsrs… é claro que essa dor passa com o tempo, acho que levei uns meses para superar, mas o começo é sempre mais complicado. O primeiro dia então, quando meus pais foram me buscar no aeroporto na volta da viagem da lua de mel e me levaram para outra casa que não a deles, foi de cortar o coração. Mas, eu criei uma rotina e sempre ia na casa deles umas três vezes por semana e nos finais de semana, e tudo foi amenizando. Com o tempo fui reduzindo as visitas, porque afinal não moramos mais tão perto (rsrs), mas agora está tudo perfeito e a nossa relação está melhor do que nunca. Todos os dias eles me ligam no almoço para saber como estão as coisas e jogar conversa fora!! rsrs… Pais, serão sempre os amores das nossas vidas!! ;)

    • 09.fevereiro.2015

      Ai que comentário lindo Camila, até me emocionei aqui… a frase final foi a melhor! <3

    • Luciana
      30.junho.2015

      Olá, Camila.
      Estou emotiva hj e chorei só de ler seu comentário..rs
      Marquei meu casamento e tive uma conversa sentimental com meu pai que me fez ficar aos prantos…
      Qnto tempo vc demorou pra acostumar com essa ausência ?!
      Estou me sentindo culpada, pois moro apenas com meu pai – que já é de idade…. Sensação tão ruim e dolorosa de que estou abandonando :( :( :(

      • Socorro Silver
        16.maio.2016

        Eu era tão apegada minha mãe,moramos longe uma da outra agora,n é que me arrependa de ter casado, mas casa de sua mãe nunca vai ser igual em nenhum lugar mesmo que seu marido faça coisas que nem sua mãe fazia de tão boas. Se pudesse voltar ao passado não teria casado não. Nem parece que já faz cinco meses de casada. N me acustumei aqui, pra aqui tudo é ruim.

        • 17.maio.2016

          Calma Socorro, vc vai voltar neste post daqui alguns meses e me dizer o contrário, vai dizer que a casa da sua mãe realmente nunca vai ser igual em lugar nenhum, mas vc não vai mais querer voltar pra lá… sério mesmo, vc vai ver! Cinco meses é pouco ainda pra algumas pessoas, mas depois de um tempo vc vai se sentir que nenhum lugar é melhor que a sua própria casa… hj eu amo ir na casa dos meus pais, mas não consigo ficar lá para dormir uma noite mesmo que eles me convidem, eu prefiro voltar pro meu lar com o meu marido! :)

  3. 09.fevereiro.2015

    É bom aproveitar pra juntar dinheiro e investir mesmo em nós quando moramos com os pais =) Mas é importante tbm investir e crescer com isso e dps disso.. eu sinto a necessidade de sair da casa dos meus pais e ter o meu espaço? Minhas coisas, minha liberdade, do meu jeito hahaha! Estou trabalhando pra isso #oremos http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

    • 09.fevereiro.2015

      Que legal Paola, boa sorte!!!
      Que vc consiga logo então… um beijo!

  4. Luiza Rodrigues
    09.fevereiro.2015

    Pois então Bruna… Tenho apenas 20 anos e já estou com o sentimento de querer ter a minha “liberdade”, digo isso pois hoje consigo fazer tudo sem problemas. No entanto, fico pensando como seria minha rotina se eu tivesse meu cantinho. Além disso, penso na minha vida em outra casa com o meu namorado, com a nossa privacidade, entende?! Namoramos há 5 anos e agora começamos a falar sobre construir e tudo, já planejando como iremos fazer. Infelizmente, ainda temos muito o que percorrer ainda, faço faculdade de enfermagem, o que ocupa manhã e tarde, o que não me deixa trabalhar e já juntar um dinheiro para não deixar o namorado arcar com tudo. Também penso… “tenho apenas 20 anos”, ou “morar com outra pessoa”, o “morar com o namorado com apenas 20 anos”…. E claro, “como iríamos nos manter?”, “será que conseguiríamos?”. No meu caso, ganhei um terreno perto da casa dos meus pais… E até da minha sogra! Coisa de algumas quadras de ambas haha Mas fico me imaginando indo toda hora ver minha mãe, e provavelmente pedindo muita ajuda hihi Acredito que meus pais não iriam gostar muito da minha ideia de sair de casa por agora, ou até mesmo que eu esteja pensando isso, pois ainda falta muito para terminar os estudos e aquela coisa de pais que dizem que apenas daqui uns 10 anos que vou sair de casa haha
    Enfim, o sentimento já existe, agora falta a coragem para conseguir dar o primeiro passo e decidir que sairei da casa dos meus pais. Beijo!!

    • 09.fevereiro.2015

      Oi Luiza, entendo a situação, mas na hora certa vc vai saber se está preparada de verdade, sabe… a vontade bate, mas nem sempre estamos prontas pra isso!

  5. 09.fevereiro.2015

    Eu sonhava em sair da casa dos meus pais desde que eu tinha uns 15 anos, queria muito ir morar sozinha (não que o nosso convívio fosse ruim, mas eu queria a experiência de ter o meu canto, sabe?). Acabou não rolando, só saí de casa quando casei, aos 27 anos, então não foi nada traumático! rs

    Beijos!
    http://www.baudabijou.com.br

    • 09.fevereiro.2015

      Quando era adolescente tbm pensava assim, acho que é a fase rebelde mesmo… mas depois que os anos vão passando a gente amadurece e dá muito mais valor e aí fica difícil desapegar hahahah

  6. Viviane
    09.fevereiro.2015

    Nossa ótima matéria, quantas pessoas passam por isso diariamente. Eu estou a 3 meses de me casar e assim como a Camila disse acima ja não me preocupo tanto com as manias do parceiro afinal sao quase 8 anos juntos..rs..mas o q me deixa desesperada e a saida da casa dos meu pais, até perco o sono pensando nesta situação, sou muito apegada aos meus velhinhos..rs, quando minha mãe começa a falar da mudança pronto começa o chororo..rs.Sei que estou aproveitando ao maximo pra ficar ainda mais juntinho deles neste tempinho..Pai e Mãe é um amor sem medida!!

    • 09.fevereiro.2015

      Eu tbm tô na mesma Viviane, aproveitando cada segundo pq falta pouco pra mudança rs

  7. Alecsandra
    09.fevereiro.2015

    Muito difícil mesmo esse momento, minha mãe já me disse não é pra ir de uma vez não kkk. Imagina ela me espera todos os dias pra fazer o lanche a noite, assiste a novela no meu quarto comigo, quando estou em casa é o tempo todo conversando… Minha pequena ainda bem que vou morar perto vou poder dar um cheirinho nela todos os dias …ela é muito cheirosa kkk desculpe o comentário extenso mas me emociona sempre em falar da minha mãe meu bem mais precioso.

  8. nathali
    09.fevereiro.2015

    Até hoje falo com minha mãe todos os dias por telefone. E passaram 4 anos desde o casamento. O começo é difícil mas depois todos se acostumam. bjus.

  9. Flavia
    10.fevereiro.2015

    Para mim foi bem dificil, nas primeiras semanas chorava todos os dias, agora as coisas estão mais tranquilas, nos falamos todos os dias nem que seja só por mensagem no celular, e almoçamos, nos encontramos sempre que dá.
    Eu só não quis instituir um dia para almoços, tipo domingo, me prende e pende eles. E sempre acaba aparecendo um outro compromisso no dia estipulado, e a outros ficam chateados porque parece que você preferiu fazer o outro programa. Preferi deixar mais natural, e uma vez é na casa deles, outras na minha, em restaurante, para não ficar também só dando trabalho para minha mãe.
    O que ainda não consegui me acostumar é de passar muitas horas na casa da sogra, ela é ótima, mas não é minha casa, não sinto à vontade para tirar o sapato e tirar uma soneca no sofá, por exemplo…e meu marido acaba indo algumas vezes sozinho quando quer ficar mais tempo lá. Você podia fazer um post falando disso. Quando não há briga com a sogra, mas eles só não são sua familia, você não se sente intima…

  10. Mari Couto
    10.fevereiro.2015

    Texto perfeito! Tenho mt vontade de ter minha casa, mas a situação financeira não permite e como sou prudente prefiro ficar na casa da minha mãe e juntar um dinheiro(ela é relax qt a isso) mas muitos não me entendem até pq já constitui minha própria família. Mas fato é que sair da casa dos pais e algo complexo envolve muitas coisas e eu quero dar esse passo com convicção. bj

  11. Luna
    10.fevereiro.2015

    Olha melhor sair da casa dos pais do q morar c eles ja casado.
    Ou ter q trazer um deles pra sua nova casa. Acho q eh horrivel começar um casamento sem privacidade, sem poder estar sozinho c o seu conjuge.
    Infelizmente eh a minha situaçao atual e nao sei qndo vai mudar. Ate falei para o meu marido, poxa nunca vamos ter nosso canto, so nosso, poder fazer o q a gnt quiser, sem ter alguem no outro quarto.
    Eh dificil demais.
    Bjs

    • 10.fevereiro.2015

      Oi Luna, imagino como deve ser complicado mesmo, mas não perca a fé não… sonhe e vá atrás do seu sonho que vc vai ver que em um breve futuro vc consegue!
      Um beijo e desejo sorte pra vcs e muito amor e sucesso!

  12. Michelle
    10.fevereiro.2015

    Ai, não posso dizer o mesmo, pois fui morar sozinha aos 25 anos e para mim foi a melhor experiência que poderia acontecer, depois casei aos 29 anos e foi mais tranquilo para lidar com os problemas que ocorriam. Beijos.

  13. Lane
    11.fevereiro.2015

    Sem duvidas é a parte mais difícil, eu me mudei pro apê uns dois meses antes de casar, logo após meu chá de cozinha, já vai fazer cinco meses que sai da casa dos meus pais, mas ainda sofro muito, logo que me mudei chorava todos os dias, quando ia na casa deles e depois ia embora, vinha o caminho todo chorando. Sempre fui muito apegada a minha mãe, ela é meu ponto fraco rs, não posso vê-la triste que desabo, e minha mãe sempre fez e ainda faz muita chantagem emocional o que me deixa pior rs, acho que por isso esperei tanto pra casar, foram 9 anos de namoro e pela minha mãe eu só casava com 40 anos e olhe lá, agora ta melhor, nos acostumamos com a rotina, com a correria do dia a dia não consigo ir muito na casa deles durante a semana, mas quase todo fds estamos juntos. E sei que com o tempo tudo melhora e todos se acostumam rs.

  14. 13.fevereiro.2015

    Eu já sonhei muito em sair de casa durante a minha adolescência, tinha até estabelecido uma data X, sabe? Mas foi tudo meio que parte da rebeldia da época. E sou muito grata por não ter dado este passo antes da hora e por hoje fazer parte da “geração canguru”. Meus pais não se importam de maneira nenhuma (na verdade, gostam da companhia), e eu tampouco. Sei que um dia, eventualmente, vou ter minha própria casa e estarei pronta para lidar com todas as responsabilidades, mas não é uma meta para os próximos anos. Talvez quando eu me casar, assim como você. ;)

  15. Fran
    14.fevereiro.2015

    Ixi ja passei por isso aos 17 anos para estudar, achei que iria ser o maximo ter liberdade e minha casa, mas na verdade foi dificil e ate depressão eu tive por ir morar sozinha e em outra cidade, foi bem complicado. Mas agora que me acostumei ja estou terminando a facul e vou voltar a morar com meus pais ^^ varias pessoas dizem que é mais dificil por ja estarmos acostumado com a liberdade :P espero que seja mais facil rs.
    Adoro seu blog :* beijinhos

  16. Juliana Lima
    14.fevereiro.2015

    Ola Bruna, achei seu post muito interessante pois estou vivenciando esta “dor” neste instante. Ja chorei muito, afinal de contas 31 anos não são 31 dias. Adoro morar com meus pais, eles são maravilhosos, mas também quero construir minha familia, assim como eles fizeram um dia, certo?
    Achei o maximo a dica de tentar levar as coisas as poucos, acho que sera menos dolorido:(

  17. Stéphanie Rayssa
    21.outubro.2015

    Oi Meninas! Estou casada há 11 dias. Os primeiros 5 dias viajamos em lua de mel. Ontem voltei a trabalhar e a faculdade. Sinto uma tristeza avassaladora à noite… Saudades dos meus pais…. Das conversas… Dos meus cachorros… A “nossa casa” é muito movimentada, sempre tem gente chegando e saindo… Quando morava lá isso me incomodava… Hoje sinto falta daquele barulho. Por mais que tenhamos pressa só o tempo vai amenizar. Doeu muito onte… Hoje já vai doer de outro jeito… Amanhã talvez doa menos… E o que importa é não parar. Estou muito feliz com a minha nova casa, que é linda, meu marido que tem sido um grande companheiro. Avante!

    • 21.outubro.2015

      Oi Stéphanie! Passei pelo que vc está passando no finalzinho de março… e hj já sinto que meu apartamento é a minha casa. Mas no início parecia que a casa dos meus pais ainda era a minha… tanto que eu ia almoçar ou jantar alguns dias da semana lá hahahaha, mas aos poucos vamos mudando os pensamentos, é automático vc vai ver… daqui a pouco vc vai preferir chegar depois de um dia de trabalho e ir pra sua casinha e não pra deles. Claro que lá sempre será um refúgio, mas não vai parecer mais a sua casa, me entende? Tenha calma e foque no seu casamento, na sua casinha que logo acostuma! :) Bjs e felicidades!

      • Stéphanie Rayssa
        26.outubro.2015

        Olá Meninas! Estou voltando aqui… Se passaram 16 dias do casório pra cá. Postei há 6 dias atrás os dias angustiantes que estava vivendo… E foram assim os 3 dias se sucederam… Mas ele veio e trouxe o consolo… O tempo acolhedor que vai te ensinando… Hoje o choro cessou, o tchau nas visitas da casa dos meus pais é menos doloroso… E sim, como a Bruna havia dito: tô amando minha casinha.

        Bjão à todas.
        Contem comigo no que precisar!

      • Debora
        16.maio.2016

        Sabado sera minha mudança. Ja estou ansiosa e chorosa… saudades de tudo: do meu quarto, do meu conforto, dos meus gatos que dormem comigo e ronronam felizes pela minha presenca.

        O que consola é saber que o tempo cura essa angustia.

        Bjs

      • Anna Beatriz
        08.novembro.2016

        Olá, meninas. Então, estou vivendo essa experiência linda e muito dolorosa. Me mudei sábado (05/11) e desde então sinto uma saudade absurda dos meus pais, da nossa casa, dos nosso bichos. Penso na rotina e convivência que tinha lá o tempo inteiro, e só faço chorar.
        As vezes aperta tanto o coração que a vontade é voltar correndo pra casa deles. Sinto um vazio dentro da meu apto, mesmo meu marido estando comigo, sendo o mais carinhoso possível.
        É tão difícil ir na casa dos meus pais e ter que dar tchau, eu fico muito bem até o momento de ir embora. Ler que toda essa dor cessa me conforta, mas ao mesmo tempo vem um medo de não superar ou somente camuflar que superei a ausência deles.
        Ao mesmo tempo o medo de estar fazendo eles sofrerem com a minha ausência, com a casa mais vazia.
        Juro que eu não imaginava que seria tão sofrido sair de casa. Sinto uma sensação de abandono e culpa.
        Todos os dias busco ler coisas ( textos e depoimentos) ou falar com amigos que possam me confortar. Pra me fazer entender que vou superar isso …

        • Ana Cristina
          24.janeiro.2017

          Estou passando pela situação. Em 05 de outubro de 2016 eu e meu namorado mudamos para a nossa nova casa. No entanto, uns 2 meses antes comecei a ficar estranha, não sabia o que estava acontecendo comigo. Estávamos finalizando a casa (acabamentos) para ir morar… e percebi que começou a me bater um desespero pois sabia que ia sair de casa, deixar minha mãe (meu pai é falecido) e minha irmã! o sentimento parecia de arrependimento, tipo, até então eu estava amando a fase de adquirir as coisas para dentro de casa e a construção em si! estava amando tudo. Mas, quando realmente a coisa estava para acontecer as coisas começaram a mudar. Fui morar… foi terrível, rsrsrs… eu não sabia mais o que eu queria! Lógico, eu amo meu namorado! mas, sei lá o que acontece com nós… afinal, foram 30 anos morando com a minha mamis e acredito que o processo seja assim mesmo! (espero) … eu tinha vontade de voltar para minha casa urgente… fugir, chorava frequentemente e compulsivamente, meu namorado chegou a me pedir se eu queria voltar a morar com a minha mãe (ele não e entendia, coitado) mais aquilo era mais forte que eu! era uma dor no peito, um vazio que nada preenchia. Estava muito confusa, nem sabia mais o que eu queria no final das contas. Já estou morando a 3 meses e meio na nova casa… Ainda não estou bem! Ainda não estou amando ficar na minha casa… mas, os choros compulsivos já estou conseguindo controlar. Eu queria muito ter vontade de ir para minha casa nova, me sentir bem nela como eu me sentia na casa da minha mãe. Realmente, não sabia que seria assim… todos me falavam que é ótimo morar sozinha com o namorado… Quando as pessoas vem me pedir como está a vida de casado eu minto não sei o que falar… não quero falar que está complicado… dai falo que estou me adaptando.

  18. Alexandra
    30.novembro.2015

    Olá meninas, estou prestes a me casa, e ate minhas coisas, porem moro apenas com minha mãe e com meu irmão, e estou ja se sentindo angustiada .. pois não queria deixar ela, não queria me sentir ” sozinha dentro da minha casinha” sou muito muito acostumada com ela, ate porque durmo com ela ainda rsrs, parece ser estranho, mais desde pequena é esse laço, amei as dicas e espero me adaptar com minha nova caminhada, beijos *-*

  19. fernandaa
    12.fevereiro.2016

    Aiinn … 22 anos…..chorei só de ler o post e os coments…. cruzes!
    Há um tempo está vindo a ideia de ter que sair de casa, pra aprender a me virar sozinha, deixar de depender tanto emocional e financeiramente deles, afinal eles não me deixam pagar nada em casa (luz, agua), só gastar com as minhas coisas como médico, remédios, carro, etc. e ainda me enchem de mimos… aiii

    Só de falar no assunto minha mãe já fica com o coração apertado e eu também…. Agora que minha convivência melhorou ainda mais com meu pai me dá um aperto de pensar em deixar eles…. filha única…. ele até fez um sobrado e disse que quando eu casar eh pra eu morar na parte de baixo que ele fez pra mim…

    O problema eh que não penso em casar, pelo menos não nos próximos anos… céus! Não sei se vou conseguir sair tão cedo de casa, mas não posso ficar usando o dinheiro deles assim.. tenho que aprender a me virar! :/

  20. Brenda Meine
    18.julho.2016

    tenho 18 anos, e recebi uma proposta de me mudar para SP capital com meu namorado, mas como contar isso a minha mãe?? ela vai pirar em saber que vou praticamente me casar.
    mas essa mudança é necessária preciso sair do interior ter oportunidades melhores… como sair da barra da saia sendo filha única de mãe solteira?? como tranquilizar ela? e será que ela vai me deixar ir? sou maior de idade, mas a reação dela vai ser imprescindível….

  21. Tais
    11.janeiro.2017

    Sabe Bruna faltam apenas 10 dias pra mim casar e toda vez que lembro como irei sai eu choro ,ta sendo tao dificil eu sou muito muito apegada com meus pais e eles o dobro comigo,entaão quando eu percebo eles triste por falar do meu casamento meu coracáo se agusteia ,e eu tenho que ficar feliz porque too casando mais quando eu penso q vou arrumar minhas malas e vou embora mi desespero,to triste 😟😟

    • Priscila
      27.janeiro.2017

      Me casei a dois meses, dia 19/11, gente como é ruim sair da casa da mãe. to sentindo muita falta, muita mesmo, vontade de voltar a morar na minha mãe, toda vez que penso em ir pra casa dói meu coração.

      Espero que passe.

      • 28.junho.2017

        Gente, eu sei que é fogo, pq é assim eu sou casada a 3 anos, antes de casar, ele por mim foi morar na mesma cidade que eu, Eu fui morar com ele, eu tava tranquila que poxa eu tava na mesma cidade da minha mãe e o nosso carro tava na garagem dela então tava tudo bem mas, quando casei que eu quis só no civil ele precisou mudar de estado a trabalho, Ai vem a pior parte pq tipo nisso que minha ficha caiu mesmo morar em outro estado e ficar longe da minha mãe, pois é eu fui, nossa que coisa ruim, sofri demais e ela tb, pq eu a tenho como minha melhor amiga fiquei dois anos lá em Manaus, E voltei para SP faz um ano, Como eu e meu marido não tínhamos mais nossas coisas, apto, móveis ela cedeu o meu quarto que estava intacto. Nossa nem parecia que eu tinha saído de lá sabe mas, agora como voltas que a vida dá estou mudando novamente e como as meninas disseram é ruim pq é um elo, é um amor incondicional eu to morando 20 mins da minha mãe mas ja planejo sempre que puder ver ela e meu paidrasto. Mas mesmo estando perto da um aperto no coração.
        É difícil mas, não podemos deixar de ter contato com eles <3 (desculpe o texto enorme)

  22. Monica
    31.janeiro.2017

    Oi pessoal
    Eu estou um pouco triste por deixar minha mãe
    Meu esposo quer me levar bem distante da minha mãe
    E ela está arasada
    Não quer intender
    Ela pensa que vou abandona ela de vez
    Ela diz que vai acabar morrendo
    Ficando longe de mim e da neta dela
    Ela quer que eu termino com meu esposo

  23. 27.maio.2017

    Foi bom acha esses comentários vejo que não so o único. Acho que é ate estranho por ser único homem kkk
    Mas de verdade tá me cortando o peito pensa que logo logo tô saindo para seguir minha vida isso com 22 anos… Tô tentando fazer ela ir comigo. Mas ela não topa… Difícil para mim, que minha mãe e tudo para mim. Mãe, pai, amiga, parceira de balada… Desde meus 16 eu jurei ser homem dá casa para ajuda ela !… Acho que eu to mais preocupado como vai ser ela sem mim por perto.. mania de quem chega primeiro vai dá beijo na testa do outro, as faxina em casa ouvindo Black 105 … Não tá fácil não.. e como se eu tivesse deixando metade de mim.. já escorre lágrima só de fala disso =(…

  24. 03.junho.2017

    Oi bruna… Vou sair da casa dos meus pais, porem tenho um irmão de 2 anos, estou muito apegada a ele e isso ta me matando por dentro, não sei o que fazer… Vou me mudar a 190km daqui, estou indo embora pois irei me casar, to com muitas duvidas do que fazer, e com muito medo. Não queria deixar meu irmão mas a gente tem realmente muita diferença de idade. Me ajuda, bjuuus

  25. Simone
    02.setembro.2017

    Olá amei esse texto,reflete bem o que esto vivendo agora. Vou contar um pouco da minha ladainha rsrsr. Eu morava em uma cidade no interior de SP,que eu amo! Estava morando sozinha a 2,5 anos,casa própria e estava curtindo muito,pois sou do tipo que gosta de ficar sozinha,ter minhas coisas do meu jeito e fazer o que dar na telha quando quiser,não me sentia solitária. Passou o tempo e não sei o que deu na minha cabeça,voltei a morar com a minha mãe em uma cidadezinha do sul de Minas,que eu não gosto nem a pau! Talvez por um sentimento de culpa,pois minha irmã casou e saiu de casa e minha mãe ficou morando sozinha,porém,na mesma cidade está toda a familia dela,inclusive minha irmã com as crianças. Eu não consegui emprego aqui,e confesso que me arrependi de ter vindo,aqui não tem nada e me sinto meio estranha na casa da minha mãe,é como se eu não me encaixasse mais ali,nada mais é do meu jeito,e eu sou muito chata rsrs não gosto nada fora do lugar e nem que mexam nas minhas coisas. Faz dois meses que estou aqui,e estou me preparando para voltar para interior de SPs2! Mas… fico com aquele sentimento estranho de deixar minha mãe… ela me da a maior força para voltar,diz aqui não dá futuro …alguém tem um caso parecido? Podem me dar sugestões? Bjs!!!!

  26. Anonimo
    29.setembro.2017

    Ola!
    Tenho 19 anos, eu quero muito ir para outro país para estudar e trabalhar. Mais eu estou em uma situação complicada, não consigo deixar a casa dos meus pais, quando penso nisso me bate uma tristeza 😢. Minha mãe não aceita que eu me mude para outro País, ela fala que eu sou a filhinha dela rsr e eu fico muito triste com isso, me sinto culpada

  27. Jaine
    03.outubro.2017

    Boa tarde, eu e meu namorado estamos enfrentando algumas problemas pois ele é eu resolvemos sair de casa para morarmos juntos, Meus pais aceitaram numa boa, já a família dele acha que eu sou culpada e que nada irá dar certo para nós. Queria aconselhamento de como podemos passar por isso tudo ?

  28. Juliana
    15.outubro.2017

    Oi Bruna, estou fazendo como descreveu no posto, mudando aos poucos e pousando aos fins de semana. Mas é tudo muito difícil, ao mesmo tempo ter que sair de casa e encarar todo esse amadurecimento e casar e passar a assumir responsabilidades bem diferentes, rotinas diferentes e estar com uma pessoa que apesar de ser seu grande amor, nunca será como seus pais na sua vida.
    Tem dias que tento não pensar muito á respeito, pois já estou bem emotiva e com algumas neuras e então deixo isso de lado, mas é uma escolha que fiz pra mim e tenho certeza que serei feliz e eles irão se acostumar, assim como eu um dia.

  29. Lizi
    29.outubro.2017

    Casei a 3 dias e desde então choro. Meu pai já é falecido… O que foi uma grande perda e que me uniu muito com minha mãe e minha irmã. Foi super prazeroso reformar e planejar a casa nova. Mas agora sinto-me angustiada, sufocada. Meu marido é bastante compreensivo, pois tb está sentindo a separação dos seus pais. Mas tá tudo muito difícil e minha mãe quer que eu me adapte, então fica evitando que eu fique muito na casa dela, mas sei que está sendo difícil pra ela também. Não sei quanto tempo vou aguentar :-(. Agora já não tenho certeza se casar foi a melhor escolha.

  30. Laisa
    02.novembro.2017

    Olá gente, eu sou muito apegada a minha mãe que é a pessoa mais sentimental do mundo, morava com ela e meu esposo, porém. Minha sogra ficou com câncer e teremos que ir cuidar dela em outro estado nossa tô acabada chorando sem parar, tô até pensando em não ir mas sei que meu esposo precisa de apoio e minha sogra está em fase terminal mas abandonar minha mamãe sozinha aqui tá me destruindo.

  31. Mari
    05.dezembro.2017

    Oi bruna, tenho 18 anos e vou dividir um ap com um amigo, moro no RS e estou indo pra Florianópolis/SC. Meu coração já está apertado de saudade dos meus pais, as vezes até penso em desistir, porém aqui na minha cidade não tem emprego. a vontade de ir embora é do mesmo tamanho da saudade que eu já sinto, sempre fui muito apegada aos meus pais, preciso que alguém me de esse empurrão, lendo alguns comentários aqui já me motivei mais. Beijos

  32. Berick
    16.março.2018

    Tenho 17 anos e acabei de me mudar pra Sampa. No começo nem pensava nas sdds que iria sentir, afinal, me preocupava mais em como seria o primeiro dia de aula. Este sentimento de preocupação desviou o de sdds, pelo menos até hoje de manhã. É dificil ficar sem pensar na minha mae, no meu pai, irmao. Dificil mesmo e nao sentir aquele no na garganta e nao chorar. Acho que e pq sou mto novo e mudei de uma vez, PS: So de escrever isso ja chorei um pouco,

  33. Sheyla Mendes
    16.março.2018

    Nossa, sei que a matéria é antiga, mas os acontecimentos da vida são recorrentes …
    Mudei ontem para casa do meu namorado, levei tudo de uma vez.
    Como sou mto orgulhosa, não chorei nem nada, mas assim que deitei na cama pra dormir …. Kkkkkk
    Estou com os olhos inchados até agora!
    Nossa que sensação horrível!!
    Estou me sentindo mega culpada, triste muito triste.
    Me veio um filme na cabeça, até do café que ela faz todos os dias eu lembrei rs
    As manias que nossas mães têm, o cheiro do sábado em pó que ela usa, as reclamações rsrs
    Eu
    Mas essa era uma decisão que tinha que ser tomada devido alguns problemas rs …
    independente de qualquer coisa, nossa mãe é nossa mãe né?
    Devo muito a ela, por tudo!
    É mesmo não estando mais casa, sempre irei ajudar e estarei por perto até o último dia da minha vida!
    (Tô chorando de novo) 😂

  34. Kau
    25.março.2018

    Oi Bruna,
    Achei seu blog hj pela manhã. Me identifiquei muito pois,tô vivendo essa angústia. Meu namorado quer casar no px semestre. Já havia falado com meus pais sobre casar ainda esse ano. E ontem tivemos um conversa e ai minha ficha tá caindo. Passei a noite pensando muito. Já chorei horrores agora de manhã lendo os comentários. Que bom não estar só! Moro com meus pais, irmã e meu filho peludo. Eu casando, vou morar um pouco distante deles. Vou para o ap de meu namorado. Tivemos um desentendimento inicial pq ele não é apegado a família,mas eu sou. E disse que vou querer ve-los toda semana. Vou só mesmo qdo ele resolver que não irá me acompanhar. Ele me perguntou se eu ia conseguir me adaptar pq não quer ficar na responsabilidade de me levar. Disse pra eu ter independencia com carro. Por um lado é bom mesmo ser independente! Vamos dividir o carro. Então, as visitas serão aos finais de semana, preferencia aos domingos mas penso em qdo for necessário ir na cidade pra fazer algo, vou dar um pulo em casa pra ve-los. Principalmente minha mãe que fica em casa todo o dia. Atualmente n to trabalhando, entao, eu e minha mãe estamos mais juntas. E meu dog…Ah!!! Meu amor! To curtindo muito pq nosso convivio não será mais diário. Eu quem passeio com ele todos os dias. É minha terapia. Só de pensar em acordar e não vê-lo aos meus pés me esperando parte meu coração. Não posso levar ele comigo pq ele e minha irmã são super apegados. Eu ja passo os finais de semana com meu namorado. Foi super difícil no começo. Meus pais ainda sentem muito minha falta. Falam sempre isso pra mim. De início me sentia culpada. Hj já reajo melhor. Mas qdo falo em casar, em deixar meus pais idosos, minha irmã e meu peludo…Em ir para uma cidade que não gosto…Não ver o mar….Sair da zona de conforto é complicado! Mas amo meu namorado e ele é uma pessoa muito especial. Preciso fazer minha vida como eles um dia fizeram a escolha deles. Mas a saudade de não estar com minha família e filhote todos os dias já tá mexendo comigo. Tô me sentindo estranha…Que bom que encontrei vocês!!!

  35. Flavia
    13.junho.2018

    Oii
    Estou passando por isso nossa, marquei pra mi casar e vou mora longe, eu sou a filha q gosta de brinca pergunta se está tudo bem, amo dormi com ela, meu pai ñ é presente e resolvi fazer companhia a ela, mais agora vou sai e esse sentimento q ela vai fica sozinha e com Quem conversa, brinca ou quem vai fazer ela sorri,se ela fica doente quem vai cuida, estou apavorada com isso, eu vejo q ela fica triste quando nós conversa sobre eu mora longe, mais já pensei em passa Natal, Carnaval,São João, aniversário dela, simplesmente com medo de perde o conforto de sai de perto dela e infretar a vida real.

  36. Luana Jessica
    27.agosto.2018

    Estou enrolando para me mudar, mas agora tem data marcada, e está chegando…
    É uma mistura de felicidade mas de tristeza junto. Tem dias que só choro, é um sentimento ruim, parece que estou abandonando meus pais :( Meu quarto é tão aconhegante..me sinto tão a vontade…No nosso apê, parece que nao fico a vontade, não parece ser meu cantinho…Tomara que isso mude…Eu amo mto meu noivo..mas é estranha essa sensação de sair de casa…é como vi um comentário aqui, bate um desespero, sei lá, as pessoas ficam tão felizes por estar saindo..e eu to mto triste, mistura de medo :(

  37. Iara
    14.janeiro.2019

    Oi Bruna! Achei seu blog hoje exatamente procurando como lidar com meu problema. Sei que ja faz tempo essa postagem mas tem muito a ver com o que estou passando hoje. Namoro há 3 anos, já falamos muito sobre casar ou morar juntos, lidava bem com isso até ele realmente querer colocar em prática esses planos e casar. Quando isso começou a ficar sério eu passei a sentir uma angústia muito forte, eu não sabia direito o pq e chegava a pensar que não o amava mais tanto assim. Mas se a gente deixava esses planos pra la eu ficava bem de novo. Agora ele esta querendo isso mais do que nunca, mas eu mesmo sabendo que iríamos morar bem próximo dos meus pais, estou super angustiada e só faço chorar. Parece que não consegui amadurecer o suficiente para me casar e estou desesperada. Meu namorado não quer esperar mais e já ate pensou em terminar. Não sei o que fazer! 😢 Desculpe o comentário grande mas achei que desabafar aqui seria bom.

    • 15.janeiro.2019

      Oi Lara, eu não sei a sua idade e nem sobre a vida pessoal de vcs, mas acho que nunca estaremos 100% prontos para essa etapa, o que importa é amar muito a pessoa que vc namora pois a fase de adaptação, principalmente o 1º ano é bem complicada para entender as manias e a forma que a outra pessoa foi criada, isso sempre será bem diferente dos seus costumes. Hoje após quase 4 anos eu não conseguiria voltar a morar com meus pais, eu amo ter o meu apê, cuidar do meu lar e estar com o meu marido, foi a melhor decisão que tomei. A gente cresce demais, amadurece muito! Se vc sente que ele é a pessoa certa para a sua vida toda, vá em frente, e de qualquer forma seus pais ainda estarão morando pertinho para vc matar a saudade sempre!

  38. Suellen
    14.março.2019

    Olá, meninas! Estou passando por esse momento de sair de casa exatamente agora! Confesso que não tem sido nada fácil, tenho sentido uma tristeza muito grande, choro todos os dias, desde que me mudei há 05 dias. Não imaginava que iria sofrer tanto, ler esses comentários me trouxe um pouco de paz, pois percebi que não estou sozinha. Sinto falta da minha mãe,da minha irmã, do meu quarto! Me sinto culpada também, por ter saído de casa, parece que abandonei elas!! Tantos sentimentos confusos, não está nada fácil! Me ajudem!!

  39. 22.março.2019

    Estou desesperada! Tenho 20 anos e me caso dia 04 de maio… Estava muito feliz com a construção da casa e preparativos par o casamento… Faltam 43 dias e estou entrando em pânico, pensando na mudança em levar as roupas em ficar longe dos meus pais fazer as coisas da minha casa que minha mãe faz praticamente tudo pra mim. Não durmo mais de tanto chorar. .. Não sei o que fazer! Minha família é muito unida tenho uma irmã de 15 anos…
    Tenho medo de estragar meu casamento…

  40. Daniela Bruce
    22.março.2019

    Sair da casa dos meus pais foi uma das melhores coisas que me aconteceram. Acho que ter ido morar em outro Estado foi ainda melhor. Independência total! Ninguém deve temer deixar a casa dos pais. Morar sozinhos nos ajuda a amadurecer.

  41. Luciana
    17.junho.2019

    Boa tarde, Obrigada pela matéria, aproveitei e li alguns comentários, que me ajudou a entender esse universo dramático dos pais que estão passando pela Síndrome do ninho vazio. Eu sem querer querendo cai na geração Canguru, estou saindo tardiamente da casa dos meus pais no auge dos meus 36 anos… porém aproveitei para fazer meu Mestrado e viajar muito. Maaaaaaaas confesso que hoje vejo que não é saudável um adulto com +30 anos permanecer no ninho. Você é adulto da porta pra fora, e a princesinha do papai do portão pra dentro, e após os 30 isso é péssimo, além disso só piora a reação dos pais… estou a beira da mudança definitiva para o cafofo e estou tendo que lidar com minha mãe que se tornou Dona Hermínia Norman Bates, puro drama… bate a culpa, ansiedade e tudo de péssimo… por isso ver comentários como o da Michelle e Daniela Bruce são ótimos… apesar dos pesares estou disposta a me abrir ao novo… Viver novas experiências, pura e simplesmente porque quero vive-las, não estou casando ou indo morar com o namorado, apenas de mudança para condição de mulher adulta, porque quero… e mesmo assim nunca vou desamparar os pais.

  42. Murilo
    30.novembro.2019

    Então pessoal, Poxa, Estou com uma dificuldade enorme de trazer minha noiva pra cá, fico meio perdido as vezes, tão perdido que estou procurando na web formas de deixa-la segura, Eu tenho 22 Anos (acabei de fazer) e ela acabou de fazer 20, trabalhamos juntos na minha empresa e a algum tempo ela tem uma vontade enorme de morar comigo e alugarmos uma casa juntos, Mas agora que conseguimos a casa e tudo está dando certo na empresa, agora que estamos apenas aguardando janeiro chegar pra entrar na casa, tem semanas que ela mal consegue dormir aqui.. Ontem me disse que ta muito insegura com a parte de deixar a mãe e a avó lá, mas eu disse pra ela que ela vai continuar lá com a mesma frenquencia, não 100% mas é a mesma cidade ela pode pegar um uber de noite e ir dormir lá quando precisar, acredito que ela vá umas 4 vezes na semana, Mas eu incentivo muito ela a ir e tals, eu só queria deixar ela segura sabe? ela ja trouxe tudo, todas as roupas, só falta ela vir. disse que ela poderia vir pra cá, pra ir acostumando até a casa estar liberada. mas nem pra cá ela ta conseguindo vir mais.

  43. Lua
    29.julho.2020

    Gente do céu, como o google me trouxe até aqui, tenho que escrever!!!!
    Estou aqui em prantos com os olhos inchados de tsnto que chorei lendo os comentários.
    Me senti em cada pessoa.
    É exatamente o que está acontecendo comigo.
    Me mudo sábado, e como está sendo doloroso essa semana, caiu a ficha que vou deixar meu quartinho, junto com minha liberdade, aconchego.
    Mais chega o momento para todos né,
    Como chegou para minha mãe, agora chegou pra mim.
    Mais é dificil, jesus amado.
    Tenho uma neném de 2 anos, eu e meu namorado, pai da kinha filha, acabamos cada um na sua casa, a mãe dele já é mais de idade, e minha cunhada estava de mudança também.
    Exatamente 2 anos depois, conseguimos um apezinho, já estamos indo la a 3 semanas, pintando, arrumando coisinhas.
    Mais ja fazem 2 dias que estou sentimental.
    Pensando que vou abandonar o barco. Deixar minha maminha e minha irmã. Minhas deusas, meus amores, chatas, mais que eu amo e vivi 30 anos ao lado delas… como é dificil.
    Espero que passe. Uma nova vida se inicia, que Deus abençoe essa trilha. Terei minha família. Emocionada estou rsrs

    • 29.julho.2020

      Oi Lua, acredite esse processo é necessário mas vale MUITO a pena.
      Eu amo o meu lar, e hoje em dia visito a casa dos meus pais e não tenho vontade de morar lá novamente embora eu tenha sido mega feliz os anos que vivi com eles.
      Chega um momento em que precisamos amadurecer e é tão legal ter o nosso cantinho do nosso jeito!
      Seja bem-vinda ao Comprando meu Apê!
      Me acompanhe lá no @brunadalcin também e no @comprandomeuape_oficial
      Um beijo