18  10
2015
Burocracia | Finanças

Como escolher um imóvel para comprar ou alugar?

Na hora de comprar ou alugar um imóvel, a empolgação é tanta que muitos pontos importantes podem passar despercebidos. Nessa hora é muito importante levar um bloquinho com você. Melhor ainda é ir preparado com um check-list para não ser enganado ou para não esquecer de algumas coisas imprescindíveis para você e sua família.

As dicas desse post serão úteis e irão te ajudar a escolher um imóvel para comprar ou alugar! ;)

(via)

(via)

Avalie o tamanho e disposição dos cômodos

Se está indo ver um imóvel já pronto, seja para comprar ou alugar, é importante medir os cômodos e imaginar onde você colocaria seus móveis. Avalie se a planta é útil, se o espaço será confortável para você e para a família. Se for comprar um imóvel na planta, ao visitar o decorado, não se deixe levar pelos detalhes maravilhosos (eu sei que é difícil) e pense na funcionalidade da distribuição e tamanho dos cômodos para a família.

(via)

(via)

Fique de olho nos defeitos

Se você gostou do tamanho e disposição dos cômodos e o imóvel tem chance de ser o seu futuro lar, observe os detalhes minuciosamente, como rachaduras, mofo, vazamentos, umidade, ventilação dos cômodos, estado das portas e janelas, dentre outros. Se for morar em um condomínio, observe o estado de conservação das áreas comuns também e aproveite para conversar com o zelador sobre qual a periodicidade de manutenção do condomínio. Infelizmente, ao comprar um imóvel na planta só vemos esses defeitos na vistoria. (Não deixe de conferir o check list aqui do blog para levar no dia da vistoria.)

(via)

(via)

Localização

Esse é um ponto muito importante na hora de escolher o novo local para morar. Verifique os seguintes pontos:

  • Proximidade a comércios e serviços úteis para você (supermercados, padarias, farmácias, escolas…);
  • Acesso a vias principais;
  • Tranquilidade, segurança e taxa de criminalidade do bairro: é bom visitar o local do imóvel em diferentes horários e observar se há locais muito desertos, se os moradores caminham normalmente pelas ruas a noite sem sinal algum de perigo e vale até conversar com moradores e comerciantes da região para saber melhor sobre o local que está pensando em morar;
  • Tempo gasto do imóvel até os lugares mais frequentados pela família (trabalho, escola, faculdade) e tempo perdido no trânsito;
  • Acesso a transportes públicos (ônibus, metrô, trem);
  • Veja se nos arredores têm bares, igrejas, faculdades ou locais que podem causar muito barulho em determinados horários e se isso atrapalhará vocês.
(via)

(via)

Se for morar em um condomínio…

Converse com o síndico ou zelador sobre isso e esteja ciente sobre todas as regras do condomínio para saber se você se adequa a elas ou se tem alguma que te impede de morar no local. Alguns condomínios não permitem animais de estimação e isso pode ser um ponto que fará você descartar algum imóvel.

Verifique também qual a quantidade de apartamentos ou casas do condomínio, pois quanto menor o número, maior o valor do condomínio pago por unidade. Isso porque terá menos moradias para dividir os custos dos serviços como portaria, jardinagem, manutenção, entre outros.

Cabe no seu bolso?

Se for comprar e financiar, não faça parcelas altas que comprometam mais do que 20% do seu orçamento, correndo o risco de não conseguir pagar. Se for alugar, o valor mensal do aluguel também deve estar dentro do orçamento da família. Não esqueça de contabilizar o condomínio também nos gastos totais. Se está casando ou indo morar sozinho agora, não se esqueça dos gastos básicos de uma casa (água, luz, telefone, internet, gás, compras). Se está mudando para uma casa maior, esses gastos também podem aumentar. Inclua o valor do IPTU em suas contas e leve em conta também o bairro que está indo morar, pois alguns têm custo de vida maior e essa “surpresa” pode ser muito impactante.

(via)

(via)

Verifique a regularidade do imóvel

  • Cheque se o IPTU está em dia informando o número de matrícula no site da prefeitura;
  • Verifique se a escritura está registrada no Cartório de Registro de Imóveis;
  • Se o imóvel passou por ampliação de áreas, verifique se está tudo regularizado na Prefeitura Municipal e no Cartório de Registro de Imóveis;
  • Verifique se o imóvel tem o Habite-se.

Seguindo essas dicas ficará muito mais seguro escolher um imóvel! ;)

Acompanhe o blog nas redes sociais seguindo:
Twitter ❤ Facebook ❤ Instagram ❤ Youtube ❤ Bloglovin ❤ Snapchat: bruna_dalcin

4 comentários
Deixe um comentário pra mim!

  1. 18.outubro.2015

    Demoramos mais de 1 ano pra comprar a nossa casa…. Sempre tinha alguma coisa que não nos agrava…. Ou não cabia as nossas coisas… ou não cabia o carro do meu marido na garagem (caminhonete). No fim compramos um imovel e estamos na reforma completa kkkk… Acho quem um imovel 100% perfeito não existe… so construindo kkk
    bjs
    http://detalhesminhacasa.blogspot.com.br/

  2. 20.outubro.2015

    To no caminho certo então <3 Fui fazendo "check" na minha cabeça enquanto lia HAHAHAHA! http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

  3. Solange
    24.Fevereiro.2016

    Eu no meu caso estou pretendendo comprar um imóvel na planta. Porém tenho bastante dúvidas em relação aos gastos, com entradas, mensalidades, documentação e as reformas que obviamente terá.