06  08
2012
apartamento | Apartamento na planta | casa própria | consorcio | financiamento | imóvel | primeiro apartamento

Vamos falar de FINANCIAMENTO de imóvel?

Oi pessoal, td bem?
Obrigada pelos comentários no post sobre rodapés, estou respondendo a todos e visitando os blogs vizinhos!
Hj vamos falar de financiamento da casa própria. Eu sei que o assunto não é tão legal quanto decoração, mas é preciso saber sobre isso, afinal muita gente precisa recorrer a ele para ter um lar para decorar heheheh!
Como a hora de pegar as chaves do apê está chegando, então estamos correndo atrás da parte financeira, economizando cada centavo para a hora tão esperada.
Eu aprendi algumas coisas sobre isso e quero dividir com vcs!
Vcs viram que aumentou o prazo de financiamento de 30 para 35 anos?
Isso é ótimo para quem precisa de mais prazo, mas cuidado: isso quer dizer que vc pagará mais juros durante mais tempo, então seu imóvel vai sair bem mais caro!
A taxa de juros baixou para 7,9% mas para uma parte da população isso não fará muita diferença pois a taxa depende do perfil do cliente (renda, idade, preço do imóvel etc.)
Então a taxa média para muitos ainda está em 9,5%.
Há uma década atrás o financiamento não chegava nem a 13 anos, e hoje por conta da economia brasileira mais estabilizada, os bancos estão mais seguros para isso.
A prestação inicial NÃO PODE EXCEDER 30% da renda da sua família, então como aumentaram pra 35 anos, quem tinha renda insuficiente, agora terá mais chance de entrar para o financiamento pois a parcela ficará um pouco menor!
Agora vamos a parte prática $$$
Vou dar um exemplo, vamos supor que vc comprou um apartamento que custa na hora da entrega das chaves R$300 mil, vc já deu uma entrada de 20% e irá financiar R$240 mil com taxa de 9,5% ao ano.

Se optar pelo prazo de 20 anos, a sua primeira prestação será de R$2.922,14.
Se escolher em 30 anos, ela cai para R$2.588,80 e em 35 anos para R$2.493,56.

Se vc escolher pagar em 20 anos, no final vc terá pago R$480 mil.
Se vc escolher financiar em 30 anos, no final vc terá pago em torno de R$600 mil.
Se vc optar por 35 anos, no final vc terá pago R$655 mil.
Vc viu que diferença absurda?!
Portanto na hora de escolher o prazo, veja bem, pois as vezes vale a pena se apertar um pouquinho mais e reduzir os anos e pagar menos juros.
Tente poupar ou investir o seu dinheiro ao máximo e dar uma boa entrada. Acho que vale muito mais a pena fazer isso, do que pegar este dinheiro pra investir em reforma e decoração.
Eu fiquei extremamente feliz ao saber que a maior parte dos brasileiros que fizeram contratos de 30 anos, estão conseguindo quitar a dívida em uma média de 12 anos. Tomara que continue assim ou reduza mais ainda!
A verdade é aquela que todos já sabemos né, quem tem o dinheiro à vista sempre sai ganhando! Mas quem não tem cão caça com gato, fazer o quê!!! heheheh
Vou deixar vcs com um video muito bom do blog Depois dos 25 da querida Flavinha Mariano.

Nele o Gustavo Cerbasi, economista e autor do best seller “Casais inteligentes enriquecem juntos”, dá dicas de como lidar com o financiamento da casa própria e explica se vale a pena ou não adiantar as parcelas e fazer amortizações.
Vc pode entrar no site da Caixa ou o banco de sua preferência e realizar simulações de financiamento on-line para começar a se programar financeiramente.
E aqui mais um video do Gustavo Cerbasi, só que para a revista Casa e Jardim, onde ele fala sobre financiamento e consórcio também!
E para quem tem paciência em aprender os termos mais complexos, aqui vai uma listinha!
Alienação Fiduciária –Significa que, durante todo o tempo do financiamento, a propriedade do imóvel pertence ao banco – o mutuário só tem a posse.

Taxa De Juros Efetiva –É calculada sobre o valor do imóvel e tem capitalização mensal, ou seja, juros compostos – são cobrados sobre a parcela atualizada mês a mês. Caso, nas condições do financiamento, o banco só mencione a taxa nominal de juros (fixada para um determinado período de tempo), exija a efetiva.

Custo Efetivo Total (CET) –Representa o custo total da contratação do crédito, expresso em uma taxa percentual anual. Inclui taxas de juros, tarifas bancárias e dois seguros – Morte e Invalidez Permanente (MIP) e Danos Físicos do Imóvel (DFI) –, além de outras despesas da operação.

Sistema de Amortização Constante (SAC) –Nesse sistema de pagamento, todo mês o mutuário amortiza o mesmo valor fixo da dívida, do início ao fim do financiamento. O que muda são os juros, já que incidem sobre o saldo devedor – como este diminui a cada mês, logo o valor dos juros também cai. Assim, as parcelas são decrescentes. A correção é geralmente feita pela Taxa Referencial (TR).

Sistema Financeiro De Habitação (SFH) –É um dos sistemas que regulam o crédito imobiliário. Permite o uso do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) na compra da casa própria, impõe taxa de juros máxima de 12% ao ano e limite de valor para o imóvel (até R$ 500 mil, com financiamento máximo de 90%).

Bom é isso, espero que vcs tenham gostado do post!
E boa sorte a todos que estão na mesma saga que a minha heheheh
PS: Não esqueçam do sorteio da almofada artmimo que está rolando aqui no blog! Clique aqui.
Bjs
Bruna Dalcin

Fonte de pesquisa: Minha Casa
43 comentários
Deixe um comentário pra mim!
  1. 06.agosto.2012

    Pois é prima eu já havia dado uma lida sobre isso, mas nunca tinha feito as contas kkkk. Imagina o apto de 300 mil para vai 600 é um absurdo, ainda bem que tem a possibilidade de pagar antes. Mas muito boa a matéria para manter as pessoas informadas.

    bjão e continue postando essas matérias super legais ahh adorei a do rodapé.

    • Oi Patty!
      Um absurdo mesmo né. Mas pelo menos existe o financiamento pra quem não pode pagar à vista!
      Obrigada por vir aqui me visitar e pelo elogio! Valeu mesmo!!!
      Bjãooo

  2. 06.agosto.2012

    Infelizmente ainda é muito difícil ter uma casa própria nesse país. Se eu fosse depender de um financiamento não conseguiria. Minha casa custou (está custando, afinal não terminei de pagar) 40 mil. Barato pra uma casa do tamanho da minha, caro pelo lugar onde ela fica. Eu não compraria, mas o dono facilitou tanto. Graças a Deus ainda há confiança e amizade nesse mundo. Demos 10 mil de entrada e parcelamos o resto em 56 vezes, sem juros. É ou não é confiança?

    Beijos!

    • Oi Melissa, td bem?
      Isso que é confiança mesmo! Hj em dia está tão difícil confiar nas pessoas né!
      Que ótimo pra vc que conseguiu assim!
      É isso aí, agora é só quitar aos poucos!
      Boa sorte!
      bjs

  3. 06.agosto.2012

    Bruna… assunto super importante, né!
    Como nós aqui em casa já passamos por isso, vou acrescentar nossa experiência aqui, tá!?

    Antes de tudo, a gente fez uma pesquisa banco por banco, comparando aqueles que já éramos clientes e os que teríamos que abrir uma conta nova, depois colocamos os custos do próprio financiamento lado a lado, as vantagens oferecidas pelos bancos onde tínhamos conta. Pesamos o valor total desembolsado no ato da negociação (fora o próprio valor do imovel, entrada e afins), as taxas, o tempo de avaliação e liberação e a burocracia – que também varia de instituição para instituição).

    Como moramos no Sul, em Porto Alegre, ficamos em dúvida entre Banco do Brasil – boa taxa, documentação vai para Curitiba, custo baixo; e Banrisul – ótima taxa (por ser servidor público), documentação é toda avaliada aqui na capital mesma e não precisamos pagar para sacar o FGTS (na CEF se pagava uma taxa para o saque) e o resultado, depois de tudo reunido corretamente, é de 15 dias!

    Fizemos tudo por conta própria, buscamos toda documentação (nossa e alguma até dos vendedores), isso deu trabalho mas gerou alguma economia, não tínhamos dinheiro vivo em caixa, nossa entrada foi apenas o FGTS! Financiamos em 30 anos, para que a parcela coubesse no bolso, e esse mês completamos um ano de financiamento (em Outubro, um ano de casa nova). Ainda não voltamos ao Banco para ver a questão de abatimentos, mas no próximo mês vamos fazer isso, daí volto aqui para falar como foi!

    Acho que é isso! A chave é pesquisar muito, tudo o que puder, comparar, saber de pessoas que fizeram o financiamento, chorar taxas mais baixas, negociar tarifas… Afinal de contas, financiamento dói no bolso de qualquer forma, e dá muito trabalho!

    Beijinhos pra ti, espero acabar ajudando alguma leitora tua também!
    Uma ótima semana!!!

    • 07.agosto.2012

      Obrigada por compartilhar experiências. =o)

    • 07.agosto.2012

      Imagina, Hélida, não foi nada… quando fizemos nosso financiamento, lembro que pesquisei muito em sites e blogs, também! Sempre que puder ajudar, ajudo com gosto!!!

      Beijinhos!

    • Anonymous
      08.agosto.2012

      Oi Nine, estou na saga da procura do meu primeiro ap. Sou casada há 7 anos e temos um rapazinho de 6 anos. Sábado vamos visitar um ap q achamos bem legal. É novo, todo pronto, só mudar uma coisinha aqui e ali (sempre, né?!!? rs). Obrigada pelas dicas. Fiquei mais animada depois de ler q vcs conseguiram dar a entrada usando só o FGTS, é o q queremos tb. Nossa estou numa ansiedade só… Bjoks. Heloíse.

    • 08.agosto.2012

      Oi, Heloise! É uma grande batalha, né! Mas vale pra gente ter um cantinho só nosso! Sim, nós usamos apenas o FGTS para a entrada, a única coisa que tem que ver é um sinal que fica acertado em contrato, para garantir o imovel, e que é devolvido quando o negocio se concretiza, ou fica como multa por desistência, caso isso acontece – e vale tanto para o comprador quando para o vendedor. E as taxas do próprio financiamento e da documentação, claro! Correndo atras, dando um jeitinho aqui e ali, tudo dá certo. Eu e meu marido somos casados há 9 anos e só agora tudo se encaixou para que realizássemos esse sonho!

      Beijinhos e muito boa sorte pra ti e pra tua família!!!

    • Nine e meninas, amei as experiências que vcs trocaram aqui. O blog é para isso mesmo, pra gente aprender com todos. ADOREIIIIII!!!!
      Vcs estão falando sobre FGTS, e eu fiquei bem triste ao descobrir que precisa ter no mínimo 3 anos de registro em carteira para poder sacá-lo na hora de pagar as chaves do apê… e eu não terei até março pq não fui registrada na empresa anterior =(
      Então agora é contenção de gastos para juntar o $$$ rs
      Bjusss

    • 10.agosto.2012

      Bruna, FGTS é uma coisa bem chatinha, bem cheia de exigências, né… Quando a gente devolveu o apê (na planta, obra atrasada e nosso aluguel nas alturas) e começamos a procurar apê pronto pra morar, vários que visitamos e gostamos acontecia isso, estava tudo combinado,certinho, aí quando falávamos no FGTS o vendedor não tinha fechado o tempo, acho que 2 ou tres anos! O jeito é economizar mesmo, como tu disseste!!! No final das contas, dá tudo certinho!!!

      Beijinhos

    • 03.outubro.2013

      Olá meninas! Nine também sou do Sul, e também estou a procura de um apê e financiamento! Você tinha muito tempo de FGTS, ou seja, o valor dado de entrada foi alto em relação ao valor total do imóvel?
      Desculpe a pergunta, mas estava analisando os financiamentos, e em alguns, o valor que é pedido de entrada é praticamente a metade do valor do imóvel, por isso minha dúvida!

      Beijos!

    • 03.outubro.2013

      Stefânia, nós utilizamos somente o FGTS como entrada, que era uma soma de 24mil, sendo que o apê custava 115mil, financiamos pelo Banrisul o restante: 91mil! A dica é ir de banco em banco e analisar com calma cada um deles, melhores juros, taxas, inclusive alguns aceitam financiar taxas junto com o valor restante do imóvel. E outra coisa, na Caixa eles cobram (se não estiver enganada) pra sacar o FGTS, nos outros bancos, não! Então, pesquise além de tudo, as taxas do próprio financiamento, seguros, taxas extras, some e veja a diferença de banco para banco!

      Espero ter te ajudado!

  4. 07.agosto.2012

    Muito bom o post, Bruna, mas me deu um ‘desanimozinho’. Como é caro!!!! rs
    Beijos!

    • Oi Hélida!
      Obrigada pelo elogio ao post!
      Mas calma, não desanima não, pra tudo precisamos fazer um esforcinho, e mesmo que tenham muitos juros, vc pode ir juntando e amortizando o que der!
      Boa sorteeee!
      bjs

  5. 07.agosto.2012

    Parabéns pelo post. Muito interessante para nós que estamos financiando o primeiro apê.
    Bjs

  6. 08.agosto.2012

    Oi Bruna, obrigada, adorei seu comentário sobre as Bodas de papel. Ah, e vc tá uma expert no assunto, show o post. bjus

  7. Anonymous
    08.agosto.2012

    olá bruna, boa noite! sempre tive uma dúvida… o valor a ser financiado pela caixa é o de contrato, ou o valor atualizado corrigido pelo incc?

    • Olá anônimo!

      O valor a financiar é o que restar do montante que vc já pagou para a construtora, e este valor terá sido reajustado pelo INCC mês a mês desde o dia que vc fechou o contrato com a construtora!
      Cuidado: pois a maioria dos corretores na hora de vender, diz que o INCC é super baixinho, que ele incide nas parcelas e dá uns 10 a 20 reais por mês, mentiraaaa, pq ele incide em cima de tudo, chaves, anuais, semestrais e inclusive no valor restante a pagar que vc “acha que está lá paradinho” rs
      Tem um post aqui no blog falando tudinho sobre isso, clica aqui:
      http://comprandomeuape.blogspot.com.br/2010/11/o-tal-incc.html

      Bjus

  8. 09.agosto.2012

    Menina, deu uma verdadeira aula aqui hein? Muito bom mesmo o post, e concordo com vc… Para quem puder, financiar em menos tempo é a melhor opção! Beijos

    • Oi Mari!
      Obrigada por falar que meu post é uma “aula” rs mas imagine, to longe de ser professora, nem economista eu sou, ainda bem que tem um profissional da área explicando melhor nos vídeos né rsrs, mas o pouco que eu sei eu tento deixar aqui pra vcs!
      E sim, quanto menos anos as pessoas puderem optar para financiar, melhor!
      Bjs

  9. Oi Bruna, tudo bem??? Obrigada pelo carinho lá no blog. Agora somos 3, rsrsrs…
    Meu primeiro apê financiei em 20 anos, porém quitamos em 5 anos, em 2010. As parcelas vão diminuindo, vimos que não compensava ficar pagando todo mês, fomos na CEF, fizemos uma simulação de quitação e quitamos. Foi um alívio! No mesmo ano compramos o apto novo, só que finaciamos com a construtora e já está quitado. UFA!!! As parcelas eram absurdasssss… mas deu pra pagar, rsrsrs…
    Bjussssssss

  10. 22.agosto.2012

    Comprei meu ap mês passado e ficara pronto só em 2015, estou tão ansiosa! Seu blog esta me ajudando muito, continue assim!!

  11. 20.outubro.2012

    Olá! Muito importante o tema, e muito bem abordado!
    Uma questão que também é importante é o registro do imóvel.
    Há pouco tempo descobri que existe uma lei que garante 50% de desconto nos registros e na escritura do PRIMEIRO imóvel em cartório.
    Lei Federal 6.015/73, Art. 290.. Os emolumentos devidos pelos atos relacionados com a primeira aquisição imobiliária para fins residenciais, financiada pelo Sistema Financeiro da Habitação, serão reduzidos em 50% (cinqüenta por cento). (Redação dada pela Lei nº 6.941, de 1981). Vale a pena pesquisar sobre o assunto, pois é possível economizar dinheiro nessa etapa importante!! Obrigada!

  12. 27.outubro.2012

    Olá, Bruna! Estava eu vivendo as delícias e as dores de comprar uma apê na planta e tudo que será necessário ser feito, todos os passos a serem dados até adentrar meu novo lar quando me deparo com seu blog. Que felicidade, pois, me ajudou a pensar em coisas que não havia pensado antes. Sobretudo por poder compartilhar esta experiência com quem já passou ou está passando por isso. Hoje a construtora me ligou para agendar a vistoria para o próximo mês, e aqui no blog encontrei dicas importantes a serem observadas na vistoria. Achei o seu blog numa pesquisa sobre piso vinílico, indicado numa das lojas onde estou pesquisando os móveis planejados. A propósito, a planta do seu apê é bastante semelhante ao meu que tem dois metros a menos. Como vou morar só, quero transformar o dormitório dois em closet, e o dormitório um em office com um sofá cama para hóspedes eventuais. Bruna, mais uma vez parabéns pela iniciativa que me trouxe um grande alento. Obrigada!!!!

  13. 25.dezembro.2012

    Ola Bruna,

    Estou no meio dessa correria de compra de apê e de coração apertado porque enfim está chegando a hora de entrega do meu apartamento. Estou cheia de dúvidas e o seu blog está me ajudando muito e me deixando mais calma…rs Muito Obrigada!!!
    Estou agora com muitas dúvidas sobre o financiamento, tenho um emprestimo consignado e não sei se vou precisar quitar antes de fazer o financiamento. O meu apê estava previsto para Setembro de 2013, mais a obra adiantou e vão entregar em Abril de 2013. Será que consigo fazer financiamento sem quitar o empréstimo?

    • Oi Elisangela!
      Então se o financiamento do apê for pela Caixa, pelo que me falaram não pode ter outro tipo de emprestimo ao mesmo tempo, eles são meio chatos quanto a isso rs, mas se nao comprometer muito da sua renda, quem sabe role né, tem dar uma puladinha e perguntar pro gerente, é até bom já ir perguntar logo antes que vc leve um susto na hora das chaves!
      Bjs boa sorte!!!

    • 30.dezembro.2012

      Oie Bruna, Obrigada pela resposta.
      Conversei com a gerente da caixa e ela disse que como o meu empréstimo é consignado e o financiamento do apê tem a garantia do imóvel não tem problema. A minha renda só precisa ser suficiente para os dois.
      Beijos

    • 27.outubro.2013

      Graças a Deus! Estava com a mesma preocupação.

  14. Anonymous
    01.março.2013

    Olá Bruna,
    Tb montei um blog do meu primeiro apartamento e quero parabenizar pelas informações, esta show de bola. Um abraço.

  15. Bruno Marchesini
    05.março.2013

    Olá Bruna….muito legal o seu blog…tenho lido ha alguns dias e eh uma verdadeira saga a compra e todos os planos até o momento de morar! acabei de comprar tb meu apê na planta e previsão será Maio/2015…ainda tem é chão pela frente, mas planejando e fazendo todo o fluxo de caixa e etc, as coisas ficam bem mais faceis..inclusive nessa parte dolorosa do financiamento! Com seu blog estou me atentando para muitas coisas que nao estava dando a minima, ao menos agora, mas mudei a cabeça e vou pensar e planejar tudo de hj, assim lá na frente as coisas vão ficar mais faceis! bj e obrigado pelo blog!

  16. 11.abril.2013

    Gente, estou nessa saga também, mas totalmente perdida em relação ao financiamento.
    Vou colocar a situação pra ver se alguém dá um help!

    Estou comprando sozinha, terei 25 anos quando for fazer o financiamento (entrega das chaves para março de 2014), o imóvel custou 210 mil… paguei 19 mil para a construtora e terei que financiar 191 mil.

    Quero pela CEF porque os juros são menores.

    Abri uma empresa de MEI e meu ganho mensal é de 5 mil reais… porém, as vendas estão aumentando e no final do ano terei que sair da MEI…

    Eis a dúvida: posso financiar exatamente o valor de 191 mil ?
    O que é exigido como comprovação de renda no meu caso que não tenho registro na carteira de trabalho e possuo uma micro-empresa?

    espero uma ajudinha…grata

  17. 07.junho.2013

    Gente eu tenho uma dúvida, V~e se vocês podem me ajudar. Eu comprei um apartamento na planta em junho do anos passado, a entrega para prevista para Dez/12, depois foi adiada para mai/2013 e agora para agosto próximo!Quando eu assinei contrato com a construtora, fui encaminha para a Caixa Econômica ( o financiamento está sendo pela Caixa) , onde precisei abrir uma conta e desde então tenho pago uma “taxa de obra” para a Caixa, que é uma parcela que aumenta a cada mês e me foi informado que o máximo que a parcela aumentaria era a metade do valor da parcela do meu imóvel. A minha dúvida é, quando eu receber as chaves eu ainda tenho que ver o financiamento? Se eu ja passei pela Caixa, foi aprovado, pago uma taxa mensal a eles, o financiamento já não foi feito??!! Desculpem se minha dúvida parece idiota, mais sou completamente “nova no assunto” e por ver falar por ai me bateu essa dúvida…!
    Desde já agradeço!

  18. Anonymous
    13.agosto.2013

    Boa noite,
    Pessoal preciso de ajuda para decidir se faço ou não um investimento. Trata-se da compra de um apartamento no valor de 400.000,00. Tenho 80.000,00 (20%) para entrada e o restante teria que financiar. Minha renda é 10.500,00. Pretendia financiar em 300 meses. Isso é um negócio a ser feito ou e loucura
    corujao_sm@hotmail.com

  19. Laisis
    09.março.2014

    Boa noite,
    Estou comprando um apto na planta como você e descobri através de um vídeo seu que o incc também incide no valor total do imóvel, decepção!! Enfim, gostaria de saber se você assinou os papéis do financiamento(caixa) somente depois da entrega das chaves. Liguei na minha construtora e disseram q assinarei somente depois das chaves, o que pra mim não é nada bom, mais juros do que o esperado.
    Queria saber se existe alguma forma pra eu exigir que a assinatura aconteça antes. Obrigada bjs adoro seu blog :D

    • 11.março.2014

      Laisis, no meu empreendimento aconteceu isso com os compradores que optaram pela Caixa, já quem optou pelo banco indicado pela própria construtora, teve o financiamento liberado antes da entrega das chaves e foi tudo mais rápido. Tem gente que optou pela Caixa e até hj ainda não pegou as chaves. =\
      Bjs

  20. Ranilson
    22.julho.2014

    Estou comprando um Ap financiado gostaria de saber o que significa ( credito abaixo do esperado) isso conta no sistema do banco.