14  05
2018
Finanças

O mercado está bom para comprar imóveis?

Desde que iniciei o Comprando meu Apê, as perguntas que sempre recebo são: “qual o momento ideal para comprar imóveis”, “como está o mercado imobiliário” e “vale a pena comprar um apartamento na atual situação do mercado”?

Hoje irei responder essas dúvidas de acordo com o que está acontecendo na economia atual.

O mercado está bom para comprar imóveis?

Mas antes, vamos entender como esse mercado funciona?

Aqui no Brasil o mercado imobiliário é composto de quatro fases:

  1. Expansão
  2. Excesso de Ofertas
  3. Recessão
  4. Recuperação.

Como o auge da crise se deu em 2015 (recessão), agora o nossos país encontra-se em recuperação econômica e de fato o mercado está animado, inclusive o imobiliário.

De acordo com as perspectivas observadas em anos anteriores, os economistas afirmam que a partir do segundo semestre de 2018 os valores dos imóveis devem começar a aumentar.

O mercado está otimista. O que isso significa para quem irá comprar?

Para quem passou um bom tempo poupando e investindo dinheiro com o objetivo de comprar imóveis, seja para morar ou até mesmo como forma de investimento, este é um bom momento para realizar o grande sonho já que provavelmente haverá a valorização do mesmo como citado acima.

Mas antes de efetuar a compra é importante ficar atento à alguns pontos. Vamos lá!

Um imóvel pode ser utilizado de diversas formas. Vamos ver algumas:

  1. Como a realização do sonho de ter seu apartamento ou casa própria para reformar, decorar e usufruir do mesmo;
  2. Comprado com o objetivo de gerar renda através de aluguéis à terceiros;
  3. Com o intuito de investimento, sofrendo valorização de mercado para revender depois, entre outros.

Preste atenção nessa dica valiosa!

É importante entender que um imóvel se for comprado para uso próprio, mesmo que ainda haja a valorização, é considerado um passivo em suas finanças e não um ativo como muitos pensam.

Ativos x Passivos

ATIVO é aquilo que lhe garante rendimentos financeiros, que possibilita a entrada de dinheiro em seu fluxo de caixa e acelera seu crescimento financeiro.

PASSIVO é justamente o contrário do ativo, é tudo aquilo que gera despesas, gastos constantes, saídas do seu fluxo de caixa e reduzem o seu saldo financeiro.

Se está pensando em comprar imóveis para alugar com o objetivo de fazer deles ativos financeiros, vale fazer as contas analisando se os custos com ITBI, registro de imóvel, manutenções e reformas, imposto de renda, IPTU, condomínio entre outros, ultrapassam ou não o valor do seu dinheiro aplicado em bons investimentos financeiros.

O mesmo vale para o item 3 (comprar para revender). Tenha em mente que na maioria dos casos, comprar imóveis significa passivos em suas finanças!

O mercado está bom para comprar imóveis?

img (via)

Então respondendo a pergunta lá do início:

O momento atual é bom para comprar imóveis”?

Sim, se você tiver o dinheiro todo à vista. Aproveite pois tudo indica que são os últimos meses de valores mais baixos nos imóveis.

Não tem todo o valor para pagar à vista mas quer o imóvel mesmo assim?

Então aconselho ter uma boa entrada e analisar todos os prós e contras de valorização do mercado versus o seu dinheiro aplicado.

Veja se o financiamento realmente caberá no seu planejamento financeiro e se será possível fazer algumas amortizações maiores durante o percurso. Do contrário, pode ser mais interessante negociar um aluguel de imóvel mais barato, organizar e planejar suas finanças, aplicar o dinheiro e no futuro realizar o seu grande objetivo.

Veja também: 4 dicas para economizar no financiamento de imóveis.

Tenha uma garantia para emergências

Não é aconselhável em hipótese alguma entrar em um financiamento sem ter uma reserva de emergência de pelo menos seis meses do custo de vida familiar mensal. Já pensou se você perde o emprego, alguém fica doente na família ou ocorrer qualquer outro tipo de imprevisto?

Agindo conscientemente

Se você fez seus cálculos e percebeu que ainda assim vale financiar o imóvel, não comprometa mais do que 20% a 30% de toda a renda familiar líquida. Geralmente é recomendado para rendas menores comprometer no máximo até 20% e para rendas maiores até 30%.

E um lembrete que vale ouro: jamais esqueça de continuar fazendo aportes mensais em seus investimentos financeiros!

Saiba que a paciência, a persistência e o foco são as grandes chaves do sucesso de um objetivo.

Eu mesma pude comprovar tudo isso na prática, como por exemplo, ao comprar o meu apartamento e realizar muitos sonhos de consumo como viagens, intercâmbio, entre outros. Por isso sempre enfatizo esses pontos primordiais para que vocês possam chegar onde quiserem também.

Organização financeira e conhecimentos sobre investimentos deveriam ser sempre as primeiras etapas antes de pensar em adquirir qualquer bem de consumo.

Não deixe de me contar nos comentários abaixo se você gostou do conteúdo de hoje e o que gostaria que eu trouxesse de conteúdos novos aqui para o blog!

Quer receber outros conteúdos exclusivos para te ajudar a conquistar os seus sonhos?

Não deixe de me seguir lá no Instagram @comprandomeuape_oficial e de curtir a página lá Facebook do Comprando meu Apê também!

Veja também: Como escolher um imóvel para comprar ou alugar?

20 comentários
Deixe um comentário pra mim!
  1. Katiele Monteiro Severo
    14.maio.2018

    Ótimas dicas e para quem estará financiando pela Caixa, se atentar as várias mudanças de regras que surgem e que pode afetar o processo da compra. Amo seus conteúdos ! Super beijo !

    • 14.maio.2018

      Oi Katiele
      Fico muito feliz que tenha gostado!
      É isso aí, pesquisar e ficar atento antes de entrar no financiamento é sempre uma ótima estratégia! ;)
      Beijos

  2. Joyce
    14.maio.2018

    Quando o texto é tudo que você precisava ler no momento! Ótimos pontos, Bruna! Sou nova nestes assuntos de imóveis e investimentos, são tantos aspectos a serem avaliados que às vezes fico perdida. Sua análise foi certeira no que precisava me decidir, reforçou um ponto que já suspeitava, mas não sabia ao certo. Obrigada, excelente assunto! Que venha mais!

    • 14.maio.2018

      Ai que bom Joyce, fico feliz em contribuir com você!
      Um superbeijo

  3. Felicia
    14.maio.2018

    “Se está pensando em comprar imóveis para alugar com o objetivo de fazer deles ativos financeiros, vale fazer as contas analisando se os custos com ITBI, registro de imóvel, manutenções e reformas, imposto de renda, IPTU, condomínio entre outros, ultrapassam ou não o valor do seu dinheiro aplicado em bons investimentos financeiros.”
    Oii, amei o post, a única coisa que não entendi muito foi essa parte, se os gastos com o imóvel forem maiores do que meu dinheiro aplicado em investimento, então devo desistir do imóvel? Foi isso que vc quis dizer? Fiquei meio confusa…
    obrigada por sempre compartilhar sua experiência!

    • 14.maio.2018

      Fico feliz que tenha gostado Felicia! :)
      Esclarecendo, para que compense entrar em um financiamento, seus rendimentos líquidos dos seus investimentos devem superar os custos com o financiamento e os demais citados neste parágrafo. Ok? Tem que fazer continhas, comparar com o valor de um aluguel também e ao final você saberá o que compensa mais: alugar ou financiar!
      Espero ter te ajudado!
      Beijos

  4. Tami
    15.maio.2018

    Sempre anoto suas dicas e fico fazendo meus cálculos aqui!
    Ótimo post e ótima notícia! Carta de crédito contemplada compensa mais que financiamento? Sabe sobre isso? Obrigada e sucesso

    • 15.maio.2018

      Fico feliz em saber Tami! <3
      Com a carta contemplada você pagará um valor à vista à pessoa que foi sorteada no consórcio e vai assumir o lugar dela no grupo. Você precisa saber quantas parcelas do consórcio já foram pagas.
      Normalmente, quem foi contemplado e vai vender a cota, acaba pedindo um valor maior do que ele pagou até ser sorteado. Quanto menos parcelas ele quitou, menos você paga para ter a carta contemplada. Então cuidado pois você corre o risco de pagar mais ao consorciado do que gastaria na entrada de um financiamento. Entendeu?
      Cuidado também para não cair em golpes, você precisa verificar se o consórcio anunciado existe e se o vendedor foi mesmo sorteado! ;)
      Beijos, espero ter ajudado!

  5. 15.maio.2018

    Nossa, Bru, eu ameiii o post!! <3
    Estou vivendo totalmente esta situação no momento. Vou até compartilhar com o meu namorado o seu post. rs Muito bom!!
    Seu post me trouxe mais clareza, e com certeza agora está me fazendo pensar melhor e mais friamente (menos emoção) sobre o assunto. É uma decisão muito séria e tem que ser muito bem pensada. Muito obrigada!!
    Todo sucesso do mundo!! <3 Fique com Deus… Beijinhos
    Flá

    • 15.maio.2018

      Oi Flá, nossa sempre vejo sua fotinho e já decorei (leitora das antigas né?!)
      Que bom que consegui clarear melhor sobre o assunto para vocês tomarem a decisão.
      A emoção nessas horas é muito grande (já passei por essa fase como pôde ver desde o início do CMA!), o melhor sem dúvidas é agir com a razão para conquistar os nossos sonhos sem dores de cabeça junto! rs

  6. Cah
    15.maio.2018

    Bruna, estou no aluguel e vou comprar um imóvel com meu marido.
    Juntamos dinheiro há bastante tempo para pagar à vista, com intermediação de imobiliária. Confesso que estou apreensiva, não sei como será depois que o proprietário aceitar a nossa proposta… ver documentação e entregar um cheque administrativo? Obrigada e parabéns pelo blog!

    • 22.maio.2018

      Oi Cah, isso mesmo, assim vcs seguram o imóvel e dão entrada na documentação toda!
      Fico feliz que goste do CMA e boa sorte no novo lar! <3

  7. Janaina
    16.maio.2018

    Olá Bruna, adorei o post, gosto muito das suas dicas pois você fala de um jeito super explicativo e não precisamos ser expert no assunto para entender, gostaria de saber sobre investimentos o que sugere ou alguns exemplos, um beijo grande 😘

    • 17.maio.2018

      Obrigada Janaina, fico feliz! :)
      Pode deixar que vou falar bastante sobre esse mundo dos investimentos para ajudar vocês! ;)

  8. Gabi
    16.maio.2018

    Bru, acompanho o seu trabalho há muuuuito tempo e enfim estou iniciando o projeto de construção da minha casinha (thanks, God). Procurei aqui no blog e não encontrei nada que falasse sobre construção com pré moldados (na verdade ainda não decidi se vou optar por essa opção ou pela construção convencional). Então deixo aqui a minha sugestão de conteúdo, pois tenho pesquisado muito sobre isso e senti falta de ler a respeito por aqui ;)

    Embora, como eu disse, acompanho o blog há bastante tempo, acho que é a primeira vez que comento, então não posso deixar de lhe dar PARABÉNS PELO TRABALHO!!

    Sucesso, bjs!!

    • 17.maio.2018

      Oi Gabi, vou anotar, mas realmente não falei sobre isso no blog pq o foco é mais em apartamentos mesmo. ;)
      Muito obrigada, fico feliz que goste do meu trabalho! <3
      Um super beijo

  9. Ana Maria Pallaoro
    25.maio.2018

    Gostei muito da publicação, sucinta e falou de muitas coisas importantes. Você demostra ter muito domínio e conhecimento em finanças pessoais. Espero encontrais mais postagens como essa, estou iniciando minha vida adulta (renda própria, investimentos, casamento) e procuro muito conteúdos como o que você oferece. Muito obrigada!!

    • 25.maio.2018

      Fico feliz que tenha gostado Ana Maria!
      Estou preparando muitos outros conteúdos sobre o assunto para te ajudar, acredito que irá gostar muito! ;)
      Beijo

  10. 04.junho.2018

    Organização é tudo, neh?!